“A BELA ADORMECIDA” DANÇA NO GRANDE AUDITÓRIO DO CCVF

O prestigiado espetáculo de dança chega a Guimarães no sábado, 06 de janeiro, para encantar o Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor. Baseado no conto “La Belle au bois Dormant”, “A Bela Adormecida” é um dos bailados mais prestigiados do mundo.

A obra-prima do bailado clássico, “A Bela Adormecida”, chega ao Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor interpretada pela prestigiada companhia Russian Classical Ballet, de Moscovo. O espetáculo tem data marcada para sábado, 06 de janeiro e começa às 21h30.
Baseado no conto “La Belle au bois Dormant”, de Charles Perrault, “A Bela Adormecida” é considerado um dos bailados que maior interesse desperta no grande público. Dançado por todas as companhias do mundo, esta obra-prima de Pyotr Tchaikovsky é, uma das mais belas páginas do ilustre compositor russo. Melodias imperecíveis como “Rosa Adagio” e “Grande Valse Villageoise” revelam o lirismo do autor. A relação da música de Tchaikovsky com a coreografia de Marius Petipa é de tal forma perfeita que seria difícil imaginar outra leitura da partitura. Música e coreografia, numa simbiose genial, fazem com que esta peça seja considerada uma das obras mais emblemáticas da dança clássica.
A música é de Pyotr Ilyich Tchaikovsky, o libreto de Ivan Vsevolojsky e Marius Petipa, a coreografia de Marius Petipa, a cenografia fica à responsabilidade da Russian Classical Ballet e os figurinos da diretora Evgeniya Bespalova.
O texto mais conhecido da história de A Bela Adormecida é o dos irmãos Grimm, publicado em 1812, que tem como base a versão de 1697, do escritor francês Charles Perrault, retirada do livro Contos da Mãe Ganso. Por sua vez, o escritor francês terá recolhido o mote a um conto do italiano Giambattista Basile. Foi em janeiro de 1890, no Teatro Marynsky de São Petersburgo, que se estreou a primeira versão para bailado de “A Bela Adormecida”, encomendada ao compositor Tchaikovsky, com coreografia de Petipa. Tchaikovsky respeitou o argumento de Charles Perrault, inspirado num conto de fadas criado a partir de uma série de conspirações que envolvem fadas e sortilégios.
Em Portugal, a estreia absoluta do espetáculo, na versão da CNB, deu-se na cidade do Porto, no Rivoli Teatro Municipal, a 11 de março de 1998.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?