ACL: “TEM SIDO EXTRAORDINÁRIO E TOCANTE O CARINHO QUE TÊM DEMONSTRADO”

A coligação Juntos por Guimarães promoveu, no domingo à tarde, 10 de setembro, um comício em pleno Parque da Cidade. Apesar da muita música, acompanhada pelos habituais comes e bebes, a multidão aguardava os discursos dos candidatos à Câmara e à Assembleia Municipal.

Depois da subida ao palco de todos os candidatos da coligação às Juntas de Freguesia, do candidato à Assembleia, José Pedro Aguiar-Branco e da equipa candidata à vereação, foi a vez do rosto principal, André Coelho Lima. Num discurso de aproximadamente 25 minutos, o candidato dirigiu-se ao público agradecendo o apoio: “tem sido extraordinário e tocante o carinho que têm demonstrado”. Em jeito de balanço do trabalho feito até aqui, Coelho Lima afirmou que esta tem sido “uma longa caminhada e nesta fase já temos muito trabalho feito. É um trabalho de quatro anos. Aceitámos o resultado das últimas autárquicas e no dia seguinte começámos logo a trabalhar”.

Quanto à sondagem divulgada pelo Mais Guimarães a 05 de setembro, André Coelho Lima mostrou-se relutante: “para mim nenhuma projeção conta, o que conta é o resultado do nosso trabalho. A decisão de quem vencerá no dia 01 de outubro está na mão de todos os vimaranenses”. Em jeito de resposta ao apelo ao voto de Domingos Bragança, candidato do Partido Socialista, onde considerou a abstenção o seu maior adversário, Coelho Lima apelou também de forma “veemente e forte” ao voto, “seja no Bloco de Esquerda, na CDU, PS ou JpG, mas o que importa é que vão votar”.

O candidato da coligação voltou a referir os três principais projetos apresentados, “numa planificação para trinta anos e não mandato a mandato”: transformação da cidade com mais 800 lugares de estacionamento; aproximação e pedonalização do centro histórico e ligação do concelho à cidade através de quatro avenidas urbanas, duas a norte e duas a sul; criação de novas zonas industriais no concelho.

José Pedro Aguiar-Branco também interveio no comício. O ex-presidente da Assembleia Municipal do Porto, deputado à Assembleia da República e Ministro da Justiça explicou que voltou a Guimarães “não por obrigação, não por dever”, mas sim porque gosta de Guimarães e por isso está “ao lado dos que querem o melhor para a nossa terra”. Aguiar-Branco comparou os dois principais projetos apresentados, considerando o do Partido Socialista “de passado” e o da coligação, “de futuro”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?