ACORRENTEM OS SUBMARINOS

por Carlos Guimarães

Médico

Está na hora de colocar a “frota” de submarinos do Dr. Portas em doca seca. Retirem-lhe o combustível dos depósitos até à última gota, esvaziem-nos de todas as armas e explosivos e guardem-nos numa adega qualquer desses agricultores que a protegem com cães rafeiros dedicados e fieis e cujo dono dorme com a caçadeira debaixo da cama. Assim todos os portugueses e o mundo se sentem mais seguros. Acorrentem os submarinos com cadeias fortes, de forma a que nenhum dos explosivos roubados em Tancos as possam quebrar, Já agora, façam um pequeno esforço financeiro (basta que não comprem meia dúzia de raspadinhas) e coloquem um pequeno alarme sonoro ou visual, já que não há dinheiro para comprar câmaras de videovigilância. Mantenham uma ronda com regularidade aceitável, mas certifiquem-se primeiro que os seguranças não padecem de qualquer défice auditivo ou visual.
Façam isso, por favor, não deixem os submarinos na água, uma vez que corremos o risco de patrocinar um cruzeiro transatlântico com a singularidade exótica de ser subaquático. E se tudo correr bem aos larápios, como é habitual, só nos apercebemos do roubo quando já estiverem a navegar pelos mares das Bahamas, prestes a serem entregues a um ricaço qualquer mentalmente desequilibrado.
Todos rezamos para que um dia destes os jornais e a televisão não nos mostrem corpos despedaçados e multidões espezinhadas, vitimas da deflagração de um desses engenhos que passaram as redes de Tancos. E não nos venham com esse discurso patético de que isso não vai acontecer, porque até já sabem quem são os clientes do produto e na verdade são gente boa e um pouco exotérica que gosta de colecionar esses brinquedos.
O insulto é coisa feia. Acreditem que o povo é inteligente, e façam um grande favor ao povo que dizem ser a razão do vosso empenho na coisa publica; não insultem tanto a sua inteligência.
Eu acredito que há inteligência por aí, tal como petróleo em Portugal, só que não se vê, tem que ser explorado, mas não podemos passar tantas décadas a perfurar para encontrar.
Faço votos para que a chuva que beijou a terra nos últimos dias vos refresque a mioleira e recoloque no sítio alguma da inteligência evaporada com o calor extremo das semanas anteriores.
Façam lá o jeitinho… são tão bons a fazer isso!

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?