ANDRÉ COELHO LIMA QUESTIONA LOCALIZAÇÃO DOS DIVERTIMENTOS DAS GUALTERIANAS

No período antes da ordem do dia o vereador da André Coelho Lima questionou a localização dos divertimentos das Festas Gualterianas. Para o vereador, “o ano passado havia um motivo objetivo para que os divertimentos das Festas Gulaterianas fossem para mais longe, porque estava em obras o local onde habitualmente se situavam”, para André Coelho Lima este ano não há nenhuma razão para a deslocação destes divertimentos para a zona do teleférico.

[Foto:CMG]

Em defesa da opção o vereador, responsável pelo pelouro da cultura, José Bastos, afirmou que a manutenção da solução do ano anterior se deve “à leitura que foi feita de que o estacionamento do largo das Hortas seria importante no apoio aos divertimentos”. José Bastos acrescentou que “a Câmara e os comerciantes fizeram uma avaliação positiva da localização dos divertimentos no ano passado”. O vereador reconheceu que a Câmara já recebeu duas mensagens de correios eletrónico a manifestar desagrado, mas apenas isso.

Na internet há uma petição pública a solicitar a “devolução das Festas à cidade”. O texto da petição considera que as Festas estão “arrumadas num local de difícil acesso”. A petição não é explicita relativamente a que parte das festas se refere, se só aos divertimentos, ou se também às barraquinhas de vendedores, que desde 2008 deixaram de se instalar na Alameda de São Dâmaso. Não deixando claro, parece que se referem a tudo.

O Mais Guimarães, percebendo este sentimento na população, publicou, na edição em papel, na terça-feira, dia 01 de agosto, um vox-pop em que a esmagadora maioria das pessoas se afirmava, não só contra o afastamento dos divertimentos, mas também contra a saída dos vendedores do centro da cidade.

José Bastos lembra que os divertimentos são apenas uma parte das Gualterianas, que as atividades como: batalha de flores, desfile de charretes, cantares ao desafio, marcha, vários concertos, festival de folclore”, todos estes a decorrem em pontos centrais da cidade.

Para André Coelho Lima “há um empenhamento muito grande em iniciativas culturais que são de caráter espetáculo e não há um idêntico empenhamento em iniciativas culturais de caráter popular, a Câmara cumpre os mínimos para que as festas continuem, mas não lhes presta a atenção que elas merecem”.

Questionado sobre o incómodo que os divertimentos que os divertimentos causavam aos moradores do largo das Hortas, o vereador da Coligação Juntos por Guimarães afirmou que, “a minha opção será trazer as Festas Gualterianas para o largo das Hortas e para a Alameda de São Dâmaso. Não podemos fazer festas sem incomodar pessoas, não podemos fazer o Pinheiro pela circular exterior para não incomodar as pessoas”.

4 Comentários
  1. Carlos 4 meses atrás

    Estas festas Gulterianas é para “grego” ver. A cidade de Guimarães não tem festas dignas ou melhor, tem as festas mais ridículas que já vi, mas tem é um bando de fedorentos que só pensa em manter o seu “tacho”.

    • Faria 4 meses atrás

      Nem mais Carlos, não sei se o objetivo é arruma-las numa qualquer freguesia dos arredores da cidade, diminuindo cada vez mais a sua importância cultural e popular até que desapareçam mas a verdade é que têm perdido dimensão e gerado muita insatisfação, a julgar pelas opiniões que tenho recolhido. Está na hora de devolver a Guimarães as verdadeiras Gualterianas!

  2. maria 4 meses atrás

    Fui a Guimarães e nem me apercebi que havia festa , vi iluminações que poderiam SER DE NATAL. NADA MAIS, que vergonha, as festas da cidade e temos que andar a procura-las pelos cantos,
    Tenho saudades dos tempos em que íamos ao toural ver as barraquinhas e nos divertíamos com os matraquilhos no jardim, isso sim era Guimarães em festa, agora devem ser as festas sei la de onde.
    Revolta, indignada
    vimaranense

  3. Alves 4 meses atrás

    É de facto ficar indignado com este tipo de festas que por este andar estão se a realizar em s.roque e o mais engraçado é realizar as festas em locais onde as pessoas estacionavavam os automóveis sabendo que a cidade não tem mais locais para o mesmo. Ouve pessoas a estacionar no parque da cidade.

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?