APRESENTADOS OS ORÇAMENTOS DOS PARTIDOS PARA A CAMPANHA

Os partidos já apresentaram os orçamentos para a campanha eleitoral, para as autárquicas, que se realizam dia 01 de outubro próximo.

[Fonte: TC]

Tal como o Mais Guimarães já tinha noticiado, no destaque sobre as campanhas eleitorais, a 25 de julho, o PS é o partido que mais vai gastar, com um orçamento que ronda os 150 mil euros. Uma descida de cerca de 40 mil euros relativamente às eleições autárquicas anteriores, em que o orçamento do partido rondou os 190 mil euros.

Nas eleições de 2013, a coligação PCP/PEV (CDU) foi quem teve o segundo orçamento mais elevado, com as despesas a ascenderem a 70 mil euros. Nestas eleições os comunistas e os parceiros de coligação preveem gastar menos 15 mil euros. O facto não será estranho à candidatura da CDU ser a que recorre a mais mão de obra própria. Muito do trabalho gráfico e de impressão é feito na própria sede do PCP.

A coligação Juntos por Guimarães, prevê gastar exatamente o mesmo que nas eleições anteriores, sendo, desta vez, a segunda força que mais despesa vai ter com esta campanha, ligeiramente acima dos 60 mil euros.

O Bloco de Esquerda é a única força que não concorre em todo o concelho. Em 2013, os bloquistas concorreram em seis freguesias, além da Câmara e da Assembleia Municipal, desta vez apresentam listas em mais três freguesias. O BE  concorre em: Pinheiro, Caldelas, Selho São Jorge, Guardizela, Serzedelo, União de Freguesias da Cidade, Candoso S. Martinho, Gondar e Mesão Frio. A despesa também sobe dos quase 11 mil euros, em 2013, para mais de 15 mil, nas próximas eleições.

No total os partidos e coligações que concorrem às autárquicas, em Guimarães, vão gastar 282 mil euros na campanha eleitoral. Isto sem contar com as despesas que são feitas centralmente pelos partidos em prol de todas as campanhas. No BE, por exemplo, todo o grafismo é concebido em Lisboa. Em termos nacionais a campanha vai custar aos portugueses, segundo os orçamentos dos partidos, 35 milhões de euros. O PS é o partido com o orçamento mais elevado (15 milhões), seguido do PSD (nove milhões).

O Tribunal de Contas ainda não validou as contas da campanha de 2013. A dois meses das próximas autárquicas, os partidos continuam sem saber quais as decisões do TC sobre as contas da última campanha. Estes atrasos nos processos são vulgares. As contas das eleições locais de 2009, foram validadas em 24 de abril de 2013.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?