ARQUIVO CLÍNICO DO HOSPITAL DE GUIMARÃES VENCE PRÉMIO KAIZEN LEAN

Um projeto de melhoria contínua do Arquivo Clínico do Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães foi premiado com uma menção honrosa no “Prémio Kaizen Lean” atribuído pelo Kaizen Institute Portugal. Numa cerimónia ocorrida ontem, no Museu do Oriente, em Lisboa, o Kaizen Institute atribuiu o seu Prémio Kaizen Lean. Uma das áreas de atribuição de prémios foi a “Excelência no Setor da Saúde”, para a qual o projeto “Reestruturação do Arquivo Clínico: O Doente no Centro do Sistema”, do Hospital de Guimarães, concorreu tendo sido um dos três finalistas. O Kaizen Institute premiou este projeto com uma “Menção Honrosa”.

Segundo o Kaizen Institute, este prémio nacional, anual, tem como objetivos “destacar a organização como exemplo de Boas Práticas, motivar as equipas internas para o esforço de melhoria, motivar as lideranças para suportar e dinamizar o esforço de melhoria contínua, reconhecer publicamente os premiados e atribuir prémios para potenciar a prática da melhoria contínua”. Sendo que na categoria do setor da saúde “são promovidos projetos de redução dos tempos de espera, redução das desconformidades, melhoria da satisfação dos doentes, entre outros”.

Este prémio nacional reconhece, agora, o sucesso da implementação deste projeto de melhoria contínua no Hospital de Guimarães que, permitiu um aumento da qualidade do trabalho, medido pela inexistência de reclamações de utentes no ano passado, um aumento da produtividade do Serviço na ordem dos 90% e ainda uma poupança anual de cerca de 50 mil euros.

Implementado desde 2013, o projeto, baseado na simplificação de processos e reorganização dos métodos de trabalho, tinha como principal objetivo aumentar o nível de satisfação dos utentes, reduzindo as ausências dos processos clínicos nos atos de prestação de cuidados de saúde. A par desde objetivo principal, não foi também esquecida a satisfação dos outros serviços do Hospital, assim como o aumento da produtividade da equipa de trabalho do Arquivo, elevando os níveis de motivação, a otimização da ocupação de espaços e ainda a introdução de uma cultura de melhoria contínua no Hospital. Colocar “o Doente no Centro do Sistema” foi o lema definido.

Passados cerca de 4 anos, foi possível constatar que os objetivos de melhoria propostos foram não só atingidos, como superados. No ano 2016 não existiu qualquer reclamação externa. As reclamações internas diminuíram drasticamente. Deixou de existir atraso na atualização dos processos. O número de processos não enviados para consultas reduziu na ordem dos 96%. Os níveis de motivação e espírito de equipa dos colaboradores elevaram sendo que, desde 2013, houve uma diminuição de 82% na taxa de absentismo. Finalmente, regista-se uma poupança anual no funcionamento do serviço quantificável na ordem dos 50 mil Euros.

Fotos: DR

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?