CALDAS DAS TAIPAS VAI SER UMA “VILA NATAL” ATÉ 31 DE DEZEMBRO

A Junta de Freguesia de Caldelas, a Cooperativa Taipas Termal, a Comissão “Dar Vida à Vila”, o tecido associativo e comércio tradicional unem-se para assinalar esta época natalícia com um vasto programa de atividades de forma a envolver toda a comunidade taipense.

Entre os dias 10 e 31 de dezembro, no centro da vila, todos os fins de semana, estará montada uma “Vila Natal”. Os visitantes encontrarão um “Mercado de Natal” com produtos tradicionais e animação de rua (teatro, música, dança, pinturas faciais, jogos tradicionais, hora do conto, magia, ilusionismo e as tradicionais fotografias com os pais natais e os figurantes natalícios.

Luís Soares, presidente da Junta de Freguesia de Caldelas, explica que “o objetivo passa por trabalhar junto do comércio local uma proposta, com a qual se pudesse criar alguma atratividade para as pessoas usassem o comércio local das Taipas para comprar as prendas de Natal”. A vasta agenda cultural tem como intuito apresentar uma “alternativa” para a população: “já tínhamos uma iniciativa de rua no inverno, agora temos a primeira no verão. Sentimos que é com esta estratégia que podemos tornar mais atrativa a vila”.

O orçamento para a iniciativa ainda não está completo, até porque os próprios comerciantes dão o seu contributo e esse valor vai variar. No entanto, Luís Soares mostra-se muito satisfeito por, por exemplo, a iluminação chegar a todas as ruas comerciais. “Habitualmente a iluminação só se fazia na Avenida da República”, explica.

Por sua vez, Ricardo Costa, presidente da Taipas Termal, louva o comportamento da Junta de Freguesia por “tentar envolver todos”. A Taipas Termal entra com o “know-how fruto da organização dos Banhos Velhos”, onde foi possível acumular um vasto conhecimento a vila, das associações culturais e desportivas e das escolas. “Estamos habituados a fazer muito, com pouco”, acrescenta Ricardo Costa.

Para o futuro, os taipenses podem aguardar mais iniciativas de parceria entre a Junta e a Taipas Termal. Para Ricardo Costa “o caminho é o da união e da concórdia e não vamos alimentar guerras. Esta é a estratégia a seguir”.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?