CÂMARA DISPONÍVEL PARA ADQUIRIR TERRENOS PARA REFLORESTAR A PENHA

Domingos Bragança afirmou que a Câmara Municipal está interessada em adquirir terrenos aos proprietários que tenham frações florestais situadas na área abrangida pelo plano de ação para a classificação da montanha da Penha, na Rede Nacional de áreas Protegidas, Parque Natural e Paisagem Protegida.

O presidente da Câmara assumiu esta posição em resposta ao vereador do PSD, André Coelho Lima, na última reunião do executivo, no âmbito da apreciação da proposta de celebração do contrato programa com a Turipenha, aprovado com os votos socialistas e a abstenção do PSD.

Para André Coelho Lima a montanha da Penha precisa de uma visão estratégica global, considerando que a gestão devia ser entregue à irmandade da Penha. O vereador social democrata lembrou, relativamente ao teleférico e ao parque de campismo, que “grande parte da zona fruível da Penha é propriedade privada da Irmandade, e não faz muito sentido que a gestão de equipamentos tão importantes não seja feita com a Irmandade da Penha”. O vereador do PSD é de opinião que, “as verbas que o Município atribui para a gestão destes espaços se fossem atribuídas a entidades privadas eram mais do que suficientes para essa gestão”.

André Coelho Lima questionou o presidente sobre o andamento da “criação da cozinha científica no Hotel da Penha, a construção da estrada entre a curva da morte e o santuário da Lapinha e a instituição de um passe especial para os vimaranenses viajarem no teleférico”. O presidente não respondeu diretamente a estas questões mas afirmou que “o estudo e o plano de intervenção está feito para a primeira fase de classificação desta área como Paisagem Natural. É uma candidatura abrangente, envolvendo a área da Lapinha e toda a encosta até ao Parque da Cidade. Queremos que haja uma rearborização e uma conservação e beneficiação dos trilhos, tendo em conta a gestão florestal feita pela  Irmandade da Penha”. O presidente assegurou ainda a construção da estrada entre a curva da morte e o santuário da Lapinha, embora não se tenha comprometido com datas.

O presidente mostrou-se empenhado na erradicação do eucalipto e afirmou a disponibilidade da Câmara para adquirir terrenos aos proprietários que estiverem dispostos a vender, reforçando, por esta via, o banco de terras da Incubadora de Base Rural.

Relativamente ao teleférico, Domingos Bragança garantiu que o tarifário será mudado em beneficio dos vimaranenses.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?