CENTENAS PASSARAM PELA NOITE EUROPEIA DOS INVESTIGADORES DO CURTIR CIÊNCIA

Centenas de pessoas passaram pela Noite Europeia dos Investigadores do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães, no passado dia 29 de setembro. Ao longo de sete horas, o Centro foi palco de atividades científicas para os mais novos, um workshop de Impressão 3D, visitas guiadas gratuitas e encontros com investigadores.

O “Ciência no Pátio”, entre as 17:00 e as 20:00 horas, serviu de “aquecimento” e de amostra do que se seguiria até depois da meia-noite: os pais vieram trazer os filhos e não resistiram a fazer, também eles, “Bolhas de Sabão XXL” e “Pega-Monstros”.

A NEI 2017 destacou, contudo, a divulgação de trabalhos de investigação científica. Nessa área, foram bastantes concorridas as conversas com Vinícius Silva, investigador da UMinho que desenvolve estudos sobre o uso da robótica na relação com crianças que sofrem de perturbações do espectro autista e com Pedro Alves, dinamizador do projeto “Charcos com Vida”, que visa sensibilizar para a importância dos habitats presentes nos charcos ou nas pequenas massas de água. O céu escuro não permitiu realizar a sessão de astronomia, mas a conversa sobre o tema, conduzida pela investigadora Carla Pereira, da ORION – Sociedade Científica de Astronomia do Minho, mais do que lotou a sala do Curtir Ciência, numa sessão de perguntas por parte do público mais novo.

Na sessão de abertura, Amadeu Portilha, em representação da Câmara Municipal de Guimarães, salientou o papel desempenhado pelo Centro Ciência Viva na divulgação do conhecimento. Por seu lado, Pedro Souto, da UMinho, fez questão de destacar o estatuto que o Curtir Ciência alcançou a nível nacional, com um lugar cimeiro no grupo dos mais dinâmicos da rede nacional composta por duas dezenas de centros Ciência Viva. Paulo Pereira, coordenador técnico do Curtir Ciência, destacou o contributo da equipa do centro para os bons resultados alcançados.

No primeiro ano de funcionamento, 2016, o Curtir Ciência registou 13 mil visitantes. Este ano, até ao final de setembro, o número de visitantes já ultrapassou a fasquia dos 16 mil.

Fotos e texto: Joaquim Forte

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?