COMPANHIA NACIONAL DE BAILADO ASSINALA 40 ANOS DE VIDA, ESTE DOMINGO, NO CCVF

As duas primeiras peças são dos criadores portugueses Olga Roriz e Vasco Wellenkamp, a terceira do norte-americano William Forsythe e a última do israelita Ohad Naharin. “Treze Gestos de um Corpo” é já um clássico e uma das coreografias mais carismáticas de Olga Roriz, onde um elenco masculino alterna com um feminino numa sucessão de solos e num crescendo de intensidade dramática. “Será que é uma Estrela?” é uma peça recentemente coreografada por Vasco Wellenkamp, numa sentida homenagem à bailarina Graça Barroso. “Herman Schmerman”, dueto de William Forsythe, mostra-nos o encontro de um casal que, através de uma execução técnica quase impossível, não deixa de nos sugerir uma narrativa de humor muito subtil. Finalmente, com “Minus 16”, confirma-se a habilidade de Ohad Naharin em saber como fazer o público dançar.
0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?