DESEMPREGO NO IEFP CAI MENOS DO QUE NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016

O número de inscritos no Instituto do Emprego e da Formação Profissional (IEFP), em Guimarães, caiu 9,2% no primeiro semestre de 2017, de 7.961 para 7.231, depois de, no ano transato, ter caído 10% em igual período. As quebras mais acentuadas ocorreram entre homens ainda jovens com ensino superior. O desemprego caiu menos face à região Norte e ao continente.

O centro de emprego de Guimarães registou, em junho último, 7.231 inscritos, número que traduziu uma quebra de 9,2% no desemprego contabilizado pelo IEFP ao longo do primeiro semestre deste ano. A variação ficou, contudo, aquém dos 10%, ao contrário do primeiro semestre de 2016, quando a diminuição ascendeu aos 10,2%, após a descida dos 9.748 desempregados, a 31 de dezembro de 2015, para os 8.756, findo o mês de junho de 2016.

A diminuição ocorrida entre maio e junho ficou-se pelos 0,6% e, apesar de ter prolongado a constante tendência de quebra que se verifica desde o início do ano, deu também sequência à desaceleração que ocorre desde abril – o desemprego registado na cidade-berço caiu 2,3% de março para abril e 1,1% de abril para maio.

Os dados do IEFP sobre o concelho mostram que a redução de inscritos ao longo do primeiro semestre ocorreu sobretudo em homens à procura do primeiro emprego, com idade até aos 25 anos e algum grau de ensino universitário concluído.

Saiba mais na edição impressa do Mais Guimarães desta terça-feira.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?