ENFERMEIROS ESPECIALISTAS VOLTAM A LUTA

Na sequência das negociações iniciadas com o Ministério da Saúde o Movimento dos Enfermeiros Especialistas (EESMO) interrompeu o protesto que fazia com que só prestassem cuidados de enfermagem geral.

Os enfermeiros pretendem ver reconhecida a categoria de enfermeiro especialista e a sua diferenciação em termos remuneratórios. Estes profissionais exercem funções altamente diferenciadas para as quais têm que ter formação pós-licenciatura, que é paga pelos profissionais e para a qual nem sempre conseguem redução do horário de serviço.

A situação é sentida por diversas especialidades, mas é particularmente sentida pela população no caso dos enfermeiros de saúde materna e obstetrícia, pela sensibilidade que tem a questão dos partos.

Em comunicado datado de hoje, enviado às administrações dos hospitais e ao Ministério da Saúde, o EESMO vem alertar para a retoma do protesto, se na “reunião negocial entre a FENSE e a tutela, a decorrer a 23 de agosto 2017, se verifique estagnação, não decisão e não assunção de compromisso político por parte do Ministério da Saúde”.

O comunicado estabelece como data para a retoma do protesto, um prazo de de 24 horas após a realização desta reunião. Quer dizer que a partir das 8h00 do dia 24 de agosto, se não hover avanço nas negociações, os enfermeiros especialistas voltarão a prestar apenas “cuidados de cariz indiferenciado, sem prestação de funções especializadas”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?