FILMES DA CAPITAL DA CULTURA 2012 ESTREARAM NAS SALAS DE CINEMA COMERCIAIS

Os filmes “Centro Histórico” e “3x3D”, produzidos por encomenda de Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012 chegaram finalmente às salas de cinema comerciais nesta quinta-feira, 23.

O “Centro Histórico” é estruturado em quatro episódios e dirigido por quatro dos maiores cineastas contemporâneos (Aki Kaurismaki, Manoel de Oliveira, Pedro Costa e Victor Erice). Os episódios mais ligeiros abrem e fecham o filme, enquanto os mais longos tomam o miolo. É uma decisão que reforça como, a despeito dos pontos de partida em comum da encomenda, cada um dos quatro realizadores levam seus filmes em direções próprias, o que impede que o filme flua naturalmente de episódio para episódio. O segmento dirigido por Pedro Costa, que se chama “Sweet Exorcism” é uma espécie de preâmbulo a “Cavalo Dinheiro”, a longa-metragem que Costa estreou no final de 2014. O episódio tem uma atmosfera opressiva que aponta um presente envolto em trevas e um coro acusatório que só reforça um mal estar histórico. É um segmento de horror de história, dos seus cadáveres e dos seus esquecimentos, do seu presente incompleto. Tudo isso encenado por Costa com sua costumeira precisão de luz e corpos, cada nova imagem sempre pronta a nos pegar de surpresa. “Guimarães”, do Aki Kaurismäki da Finlândia, oferece um retrato em grande parte silencioso, no dia-a-dia, de um proprietário de café solitário que se esforça para atrair patronos para o estabelecimento fora do main-square. O “Vidros Partidos”, de Víctor Ericeda, cineasta espanhol, lembra uma fábrica do século XIX, filmando “testes de tela”, nos quais os atores realizam monólogos com base em lembranças da vida real dos trabalhadores. E no “Conquistador Conquistado” suavemente satírico, do carismático Manoel de Oliveira, entretanto falecido, filmou o centro histórico de Guimarães através através do ponto de vista da estátua de D. Afonso Henriques e do seu “olhar” sobre a os vários turistas e guias turísticos que todos os dias lhe passam aos pés.

Já o “3x3D” que reúne Jean-Luc Godard, Peter Greenaway e Edgar Pêra num trabalho em suporte 3D, foi produzido no âmbito do programa Guimarães 2012: Capital Europeia da Cultura. A intenção de propor a estes cineastas a realização de uma obra em tecnologia tridimensional foi a de contrariar a ideia de que aquele suporte apenas serve produções comerciais de entretenimento e partiu do realizador português (Edgar Pêra). Assim, em três episódios distintos, “Greenaway”, “Pêra” e “Godard” dedicam-se, o primeiro à “memória histórica”, o segundo procurando a “memória do espectador” e, finalmente, o cineasta francês trabalhando sobre a “memória das imagens”.

 

 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?