FUTEBOL POR CIMA, POLÍTICA POR BAIXO,

por ESSER JORGE SILVA
Sociólogo

Visto pelo lado da política a semana vimaranense foi marcada pelo futebol. E a vedeta, what else, tem sido Júlio Mendes. Com o seu sucesso à frente do club, o presidente do Vitória SC tornou-se numa espécie de “beija-mão”. Não há dúvidas que os novos atores da política vêm nele o encanto do mago e, assim a modos de encontros de trabalho, o que na realidade se pretende é navegar a onda da relação positiva do Vitória SC com os seus associados e simpatizantes.

Primeiro foi o Ricardo Costa a babar-se por ter estado numa reunião com a direção Vitoriana. Depressa a photo opportunity apareceu nas redes sociais. É uma imagem que fala por si: o estado de felicidade de Ricardo é acompanhado pelo completo desinteresse dos outros intervenientes. Para não haver dúvidas do que pretendia o socialista, a foto apareceu no facebook como “patrocinada” o que demonstra desde logo as intenções de Ricardo Costa em alargar a demonstração da sua importância ao máximo de eleitores.

A esta tentativa de golo respondeu em grande estilo André Coelho Lima. Mais arguto, resolveu ir além da fotografia usando o duplo efeito do jogador malandro que chuta metade na bola e metade na perna do oponente: e assim, para além da fotografia, acusou o seu adversário de só apoiar o Vitória SC perante contrapartidas interesseiras. De caminho mostrou a desigualdade de tratamento entre Vitória e sempiterno inimigo externo Sporting de Braga. O resultado é de dez a zero: com os Sportinguistas de Braga acusando Coelho Lima, não há Vitoriano que o não defenda.

No meio disto tudo, Amadeu Portilha, que é jogador de corpo inteiro – joga de cabeça e com os dois pés, percebeu a borrasca e ainda tentou uma saída política advertindo, também no facebook, que o Vitória SC não deve servir de arma de arremesso entre políticos lembrando André Coelho Lima da incongruência de ter assinado o acordo de entrega de  exploração de umas bombas de combustíveis ao Vitória SC quando ao mesmo tempo afirmava discordar. Mas, desta vez, Portilha fora ultrapassado pela velocidade do seu colega de vereação e o efeito do seu texto esboroou-se. O problema é que Ricardo Costa sem saber chutar de bico quer parecer o Ricardo Quaresma a chutar de trivela. Coisa que, como é sabido, só resulta de duas formas: ou advém do talento ou é preciso muito treino.

Parece assim retomada uma prática que havia desparecido nas eleições de 1989 e que, quatro anos antes, nas autárquicas de 1985, dera uma inesperada e última última vitória municipal ao PSD local. Como é sabido, com a dádiva do estádio municipal ao clube, findou-se a narrativa do uso do Vitória SC como arma de arremesso político. A ressurreição da submissão da política ao futebol regressa agora em força a ver qual fotografia capitaliza mais nas redes sociais.

À margem da glosa futebolística que aqui se usa, é a política que perde. Ideias, projetos, imaginação, trabalho, talento e aprendizagem já não contam. A busca do reconhecimento pela colagem a quem está a ser reconhecido pelo seu trabalho sério, sistemático e, por vezes, até contestado é o melhor que alguns políticos conseguem oferecer. No caso, o futebol está transformado no boi de cobrição da política. Neste particular, Domingos Bragança tem mesmo de mandar calar algumas das suas tropas. De outra forma corre o risco de passar vergonhas, aliás como esta em que André Coelho Lima se deve rir desbragadamente (expressão que, como é sabido, é prazer superlativo em Guimarães).

Isto da política até pode parecer que é só imagem. É assim que alguns a vêm: basta uns fatinhos engomados e um andar ereto de homo sapiens que se chega lá. Mas, no fim sabe-se que nada disto é assim. A imagem sem conteúdo, no máximo dos máximos pode enganar todos durante algum tempo. Mas não resiste todo o tempo. Bastaria um pouco de conhecimento da história política local e da relação da política com as instituições para saber que usar o Vitória SC como arma política sempre saiu caro, mas mesmo muito caro, ao Partido Socialista.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?