GREVE NAS CANTINAS ESCOLARES

A greve dos trabalhadores da Uniself, nas escolas do primeiro e segundo ciclo do concelho, pode conduzir ao encerramento de algumas escolas, segundo informação do Sindicato dos Trabalhadores de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte.

A greve deve-se ao que o sindicato classifica como “incumprimento dos compromissos assumidos pela empresa que venceu o concurso para o fornecimento das refeições escolares durante os próximos três anos, nas regiões Norte, Lisboa e Vale do Tejo. O sindicato afirma que que a Uniself se tinha comprometido a recontratar as funcionárias que tinham prestado serviço nas escolas da região Norte. Segundo o sindicato este compromisso, assumido no Ministério do Trabalho, não foi honrado. Em causa está também a aplicação do horário mínimo de 20 horas semanais, o sindicato sublinha que continuam a haver profissionais a fazer horários de 10 ou 15 horas.

Para o sindicato está em causa a qualidade das refeições fornecidas, face à falta de pessoal para garantir o serviço. Parte destas reivindicações coincidem com as que em junho provocaram um protesto das trabalhadoras das cantinas da Uniself, em Guimarães. Na altura evitou-se a greve depois de ter sido alcançado um acordo, numa reunião entre a vereadora Adelina Paula Pinto, as trabalhadoras e a Uniself.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?