GREVE NOS REGISTOS E NOTARIADO COM ADESÃO PRÓXIMA DOS 75%

A adesão à greve dos trabalhadores dos registos e do notariado em Guimarães esteve próxima dos 75%, segundo um balanço do sindicato do setor que a convocou.

A greve, que começou na quarta-feira e terminou no sábado, foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Registo e do Notariado (STRN), que indicou uma adesão de 75% ao longo dos quatro dias, em Guimarães.

“A greve teve um efeito positivo e vamos agora entrar em negociações com o Governo”, disse Henrique Guimarães do sindicato.

O STRN, com mais de quatro mil associados, protesta pela não inclusão das reivindicações no projeto de revisão das carreiras e exige nomeadamente a licenciatura em Direito para ingresso na carreira dos Oficiais dos Registos.

O sindicato quer também o reconhecimento dos oficiais dos Registos que desempenham tarefas com “o grau de complexidade funcional 3”, já que, desde sempre, os oficiais dos registos substituem os conservadores. E ver resolvidos problemas relacionados com condições de trabalho e abertura de concursos, ou integração dos trabalhadores do notariado e adjuntos nas respetivas carreiras.

O sindicalista recorda que os colaboradores do setor têm uma média de 54 anos e mais de 40% vão para a reforma. “Temos de abrir as portas aos jovens, aos muitos que saem para fora. Estamos a abdicar de mão-de-obra de qualificada. Para mantermos a qualidade deve ser feita candidaturas em direito, porque tratamos de questões meramente jurídicas”, explicou.

No comunicado o sindicato avisa que não aceita discutir matérias tão importantes para a vida de todos os trabalhadores sob nenhum tipo de pressão, “em especial a do pouco tempo para análise conveniente das propostas”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?