GUIMARÃES VAI CALCULAR A PEGADA ECOLÓGICA

O município de Guimarães vai calcular a sua pegada ecológica num projeto inovador promovido pela “Zero”.

Guimarães é um dos seis municípios portugueses a aderir ao projeto que conta com a participação da Unidade de Investigação em Governança, Competitividade e Políticas Públicas (GOVCOOP) da Universidade de Aveiro, a Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e a Faculdade de Direito da Universidade do Porto. Guimarães junta-se às cidades de Almada, Bragança, Castelo Branco, Lagoa e Vila Nova de Gaia, num projeto que tem uma duração prevista de três anos e que tem como finalidade calcular a pégada eológica dos concelhos e a capacidade do ecossistema em produzir os recursos sumidos (biocapacidade).

O “Zero” vai utilizar o instrumento de cálculo da pegada ecológica de cidades e regiões da Global Footprint Network. A iniciativa vai ser apresentada, numa sessão a ser realizada em Vila Nova de Gaia e está previsto começar durante o ano de 2018. No final dos três anos, serão apresentadas propostas de realocação de verbas do Orçamento de Estado pelos municípios, tendo em conta o seu contributo para a redução da pegada ecológica nacional.

No site da Câmara Municipal de Guimarães estará disponível uma ferramenta que permite o cálculo da pegada ecológica para que cada munícipe possa avaliar o seu contributo. Foram contactados entre trinta a quarenta municípios para aderir ao projeto, apesar de, até ao momento, apenas seis terem garantido a participação.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?