HOSPITAL DE GUIMARÃES CONTINUA A REDUZIR INFEÇÕES HOSPITALARES

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães já atingiu a maior parte dos objetivos de redução das taxas de infeção hospitalar preconizadas pelo «Desafio Gulbenkian – Stop Infeção Hospitalar». O «desafio» só termina no final de março de 2018, mas o empenho dos colaboradores do Hospital já permitiu alcançar, em alguns casos mesmo ultrapassar, a maior parte das metas preconizadas pelo programa. O envolvimento do Hospital no programa é forte, com o objetivo último de reduzir em 50% as infeções hospitalares, num período de 3 anos.

 No dia 23 de junho passado, o Hospital recebeu uma delegação do Institute for Healthcare Improvement, entidade que coordena a metodologia de implementação do programa, liderada por Paulo Borem, acompanhada por dois elementos da Comissão Executiva da Fundação Calouste Gulbenkian, Artur Paiva e Paulo Sousa. Estes especialistas, ligados ao controlo da infeção hospitalar, salientaram, em reunião com os profissionais do Hospital, os sucessos que têm sido alcançados. Frisando o cumprimento dos objetivos e as boas taxas de infeção que o Hospital apresenta no panorama nacional e mesmo europeu.

 Nesse dia já foi possível constatar uma redução superior a 50% das taxas de infeção da corrente sanguínea, relacionada com cateter vascular central, de pneumonia associada a intubação, de infeção do local cirúrgico no doente submetido a cirurgia do cólon e reto, a cirurgia com implante de prótese da anca e joelho. Ainda uma redução superior a 40% do índice de exposição ao cateter vesical e com sinais de melhoria na taxa de infeção do trato urinário associada a cateter vesical.

 “Lembramos que em 2015 a Fundação Calouste Gulbenkian selecionou o Hospital de Guimarães como um dos 12 hospitais públicos do país para participar no programa «STOP Infeção Hospitalar». A participação neste programa de combate às infeções hospitalares implica um compromisso de adotar uma metodologia coordenada pelo Institute for Healthcare Improvement, assim como qualificar continuadamente os seus recursos humanos, com nomeação de responsáveis diretos, registar, enviar e partilhar dados de monitorização e ainda colaborar nos procedimentos periódicos de avaliação.”

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?