LAÇOS AZUIS ESPALHADOS PELA CIDADE

Mais uma vez, em abril, no mês em que se intitula como o mês da “prevenção dos maus tratos na infância”, foram várias as instituições que se aliaram à CPCJ na Campanha do Laço Azul. Ao espalharem este símbolo por toda a cidade têm como objetivo fazerem com que as pessoas se questionem acerca da causa, à semelhança do que esteve na origem da campanha.

A Campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A., quando uma avó, Bonnie W.Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro “para fazer com que as pessoas se questionassem”.
A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade que se revelaram “curiosos” foi trágica. Foi a história da perda de dois netos vítimas de maus tratos brutais.

A avó escolheu essa cor porque, apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na protecção das crianças contra os maus-tratos.
A CPCJ Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Guimarães pretende dar continuidade à história desta avó, demonstrando como o efeito da preocupação de um único cidadão pode ter, no despertar das consciências do público em geral relativamente aos maus-tratos contra as crianças, na sua prevenção, e na promoção e proteção dos seus direitos.

 

“ O Azul funciona para mim como um constante alerta para lutar pela proteção das crianças”

Bonnie W. Finney

Fotos: DR

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?