LUTA VITORIANA PELA QUARTA POSIÇÃO PASSA POR CHAVES

O Vitória enfrenta o Desportivo de Chaves pelas 16h00 de hoje com o objetivo de vencer para, no mínimo, não ceder terreno na luta pelo quarto posto com o Braga. Caso se imponha aos transmontanos, a equipa de Pedro Martins alcança o quarto triunfo seguido, a melhor série nesta Primeira Liga, e torna-se no melhor turma vitoriana de sempre fora de casa.

Vitória e Chaves reencontram-se esta tarde para a 28.ª jornada da Primeira Liga, depois de terem protagonizado há 11 dias atrás, também no Estádio Municipal Eng.º Manuel Teixeira Branco, uma partida em que a incerteza quanto à primeira equipa a marcar presença na final da Taça de Portugal se manteve até ao fim, culiminando na grande penalidade marcada por Braga e travada por Douglas.

O contexto do duelo de hoje, o quarto da época entre as duas formações, é diferente, com a equipa da cidade-berço a encarar a visita ao reduto flaviense como mais uma “final” na luta ponto a ponto com o rival Sporting de Braga, que, neste momento, tem os mesmos 50 pontos, ao passo que os flavienses, oitavos, com 36 pontos, podem tentar manter uma réstia de esperança no sexto lugar, o último lugar de acesso à Liga Europa.

Além da possibilidade de se distanciar ou manter com os mesmos pontos dos bracarenses, que recebem também hoje, pelas 20h30, o FC Porto, a equipa que ostenta o escudo de D. Afonso Henriques pode alcançar a melhor série de resultados na Liga, com o quarto triunfo seguido, após ter batido Rio Ave, Nacional e Tondela, e ainda tornar-se na melhor sempre fora de casa, precisando, para isso, apenas de pontuar.

O Vitória de Pedro Martins somou até agora 27 pontos em 14 jogos fora de portas, após oito triunfos, três empates e três derrotas, e já igualou os recordes anteriores da época de 1989/90, quando o clube alcançou longe do seu reduto sete vitórias e seis empates, que contribuíram com 20 pontos (a vitória valia dois pontos) para o quarto lugar da equipa, com 45, a um do Sporting, terceiro, e de 1995/96, quando os vitorianos arrecadaram oito vitórias e três empates, que os ajudaram a terminar a prova no quinto lugar, com 62 pontos, a melhor pontuação do clube no primeiro escalão.

O técnico vitoriano admitiu, na conferência de antevisão, que o jogo em Chaves vai ser de “dificuldade máxima” para a sua equipa e admitiu que, até ao fim do campeonato, pode fazer “alterações” na equipa titular, caso haja alguma “quebra de rendimento” de algum elemento, que o “justifique”. Para hoje, o único indisponível confirmado é o guarda-redes Miguel Silva, que ainda se encontra a recuperar de uma lesão no ombro.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?