MÊS DE MARÇO PERMITE AUMENTO DAS EXPORTAÇÕES NO PRIMEIRO TRIMESTRE

Guimarães atingiu os 367,62 milhões de euros em exportações no primeiro trimestre após um crescimento de 5,3% face ao mesmo período de 2016, apoiado na melhoria do mês de março e no aumento das vendas do calçado. O município foi, porém, o segundo que menos cresceu no lote dos dez mais exportadores, aparecendo no oitavo lugar.

As exportações de Guimarães subiram dos 349,22 para os 367,62 milhões, entre o primeiro trimestre de 2016 e o primeiro de 2017, apoiando-se no crescimento homólogo de 16,2% durante o mês de março – dos 117,16 para os 136,18 milhões -, depois da estagnação nos dois primeiros meses, com o crescimento de 1,6% em janeiro e a quebra de 2% em fevereiro, indicam dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), há duas semanas.

As vendas quer para o interior da União Europeia, quer para o exterior aumentaram praticamente ao mesmo ritmo (5,3%), com o valor arrecadado no comércio com os estados membros da União a ascender aos 315,54 milhões de euros (85,6% do total) e com os outros países a fixar-se nos 53,08 milhões (14,4% do total).

O calçado cotou-se como o setor que mais cresceu face ao mesmo período de 2016 (8,4%), passando dos 51,02 para os 55,29 milhões, e permaneceu como o segundo setor com mais peso nas exportações (15%), bem longe do têxtil, que atingiu os 225,20 milhões de euros (61,3% do total), após um crescimento de 1,5% face ao ano transato, sustentado pelo crescimento de 13% só no mês de março (82,72 milhões). Os metais, terceiro setor mais relevante, apresentaram um crescimento menor – 3,2%, para os 35,54 milhões -, bem longe do setor das máquinas e aparelhos, cujas vendas subiram 12,5%, para os 18,49 milhões.

Saiba mais na edição impressa do Mais Guimarães desta terça-feira.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?