MOREIRENSE RECUPERA DOIS GOLOS DE DESVANTAGEM E SOMA PONTO EM AROUCA

Boateng foi o protagonista do duelo entre Moreirense e Arouca, ao marcar na segunda parte os golos que permitiram aos cónegos recuperar uma desvantagem de 2-0 ao intervalo. Os vimaranenses passaram a somar 26 pontos, mais três do que o Tondela, primeira equipa em zona de descida, dispondo ainda de vantagem no confronto direto.

A equipa de Petit somou mais um ponto na batalha pela manutenção, ao conseguir um empate a dois golos no terreno do Arouca, graças a uma subida de rendimento na segunda parte, materializada com os tentos do avançado ganês, depois dos anfitriões terem construído uma vantagem de dois golos até ao intervalo.

O ponto conquistado esta tarde permite deixou os vimaranenses com a necessidade de vencerem dois dos três jogos  que restam – Braga, em casa, Belenenses, fora, e FC Porto, em casa – para carimbarem a permanência, visto terem passado a dispor de mais três pontos do que o Tondela, adversário sobre o qual têm vantagem no confronto direto, após terem vencido em reduto alheio por 2-1 e empatado em casa (1-1).

Após algum equilíbrio na fase inicial do desafio, com a melhor ocasião de golo a pertencer ao Moreirense, quando Neto, de livre, obrigou Bolat a intervenção difícil, o Arouca adiantou-se no marcador por Tomané, num remate cruzado à saída de Makaridze, aos 30 minutos.

A equipa da casa embalou para um bom quarto de hora a acabar o primeiro tempo, e, depois de Anderson Luís ter ameaçado o segundo golo, num remate de longe, aos 40 minutos, dilatou mesmo o resultado, já nos descontos, com Crivellaro a concluir facilmente um cruzamento de Matheus da esquerda.

O Moreirense, porém, minimizou os estragos do segundo golo arouquense logo na abertura do segundo tempo, aos 46 minutos, com Boateng a atirar para o fundo das redes, após assistência do recém-entrado Sougou.

O golo embalou os vimaranenses, e o empate surgiu ainda antes do primeiro quarto de hora do segundo tempo, novamente por Boateng, desta feita num lance individual, em que o ganês fletiu da direita para o meio e rematou forte para o fundo das redes.

O Moreirense ainda esteve perto de completar a reviravolta, por Dramé, aos 78 minutos, mas Bolat impediu com a mão esquerda o terceiro golo cónego.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?