NATAL À MESA I

por Mário Moreira

“Natal à Mesa”, contém uma ementa de treze receitas. Em todas elas damos conta dos seus ingredientes, da sua preparação e confeção.  Na edição anterior, publicamos sete receitas; uma, na rubrica semanal do nosso jornal  e seis na revista mensal de dezembro. Nesta edição, publicamos mais duas receitas, perfazendo um total de nove sugestões. Nas próximas edições daremos conta das restantes.

A mesa de Natal é, por tradição, uma mesa farta, na medida do orçamento de cada um.

Em muitas casas, entre os dias que antecedem o Natal, durante os quais, a família começa a reunir-se, e o dia de Ano Novo, a mesa está sempre posta, e são muitos e variados os petiscos que se encontram à disposição de quem aparece para visitar ou trocar lembranças.

Com uma gastronomia tão rica e diversa, cada região, acaba por ter os seus próprios hábitos no que à mesa diz respeito e, em cada casa, as tradições, ganham um cunho pessoal.

As ostras são um molusco de Portugal exporta, em grande quantidade mas que damos pouco apreço. São muito alimentícias; Seis ostras equivalem a um bife de 150 gr ou a 4 ovos e podem ser confecionadas de formas diversas, e comidas cruas, limpas e regadas com sumo de limão, são um verdadeiro pitéu!

O pato é uma lúcida escolha quanto nutritiva e saborosa de alta qualidade. É considerada uma carne branca e deve ser confecionada a meio termo de modo a não perder os seus sucos. A sua carne, quando grelhada e bem passada, torna-se muito seca e intragável. Tem uma excelente fonte de ferro que ajuda no crescimento e a produzir energia que é necessária. Tem baixo teor de gorduras e é rica em proteínas.

 

8ª receita:

Ostras Gratinadas – Ingredientes e forma de confeção para quatro pessoas:

Abrir, retirar das conchas e escalfar as ostras, no seu próprio suco, à primeira fervura. Picam-se dois alhos, 4 fatias de toucinho e levar ao lume com 2 colheres de manteiga. Adicionar 6 colheres de sopa de espinafres cozidos, espremidos e bem picados. Temperar este preparado com uma colher de sopa de mostarda, 40gr de queijo ralado, sal e pimenta a gosto e 1/2 cálice de whisky e manter no lume durante alguns minutos até que fique num creme generoso e homógeneo. Dividir metade do creme pelas oito conchas, colocar em cima, dois moluscos em cada e cobrir com o restante creme. Cobrir a superfície com maionese e levar ao forno a gratinar. São deliciosas.

 

9ª receita:

Peito de Pato corado com mel e pinhões – Ingredientes e forma de confeção para quatro pessoas:

Limpar 1kg de pato, retirar as gorduras e o seu nervo central com cuidado. Efetuar lusângos na sua parte com mais gordura. Temperar de sal e pimenta a gosto. Levar ao lume e na frigideira com azeite, 2 alhos esmagados com casca e uma haste de alecrim, grelhar de ambos os lados, deixando tostar, sem queimar, a parte dos lusângos até que fique bem saliente. Fatiar no sentido do comprimento. Na frigideira bem quente com uma colher de manteiga, levar de novo ao lume e saltear o peito de pato laminado. Polvilhar com uma colher de café, de pimenta rosa, retificar os temperos. Adicionar o mel a gosto. Numa frigideira colocar uma colher de sobremesa de manteiga derretida, adicionar os pinhões e deixar caramelizar.

 

Bom apetite.

Um abraço gastronómico,

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?