NOVA ESCOLA-HOTEL PRETENDE SER UMA REFERÊNCIA

Ensino vai permitir a inclusão de 400 a 500 estudantes.

A Câmara Municipal de Guimarães e o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) apresentaram hoje, em conferência de imprensa, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os termos do projeto Escola-Hotel, que foi recentemente aprovado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

A nova “Escola-Hotel” vai ter a 400 a 500 estudantes a frequentar as instalações e dez a 20 quartos para hóspedes, dependendo do edifício a adquirir. Na sua oferta formativa, o IPCA disponibilizará ações de formação contínua no âmbito dos laboratórios de alimentação e restauração (Cozinha). O projeto “Escola-Hotel” resultou de um trabalho conjunto do Presidente do IPCA, do Presidente da Câmara Municipal de Guimarães e do Ministro da Ciência, que aprovou agora a implementação deste modelo de ensino em Portugal.

João Carvalho do IPCA assume que “existem várias escolas de turismo, mas faltava uma escola de ensino superior”. Agostinho Silva, presidente interino do IPCA, quer implementar um modelo de aprendizagem centrada no estudante, assente no “aprendendo-fazendo”, aproveitando os recursos existentes do IPCA. “Queremos ser uma referência do Norte”, vincou.

O arquiteto, Filipe Fontes, adiantou várias hipóteses para a localização da Escola Superior de Hotelaria e Turismo, cujas instalações poderão ficar situadas na antiga Quinta do Costeado, na Cruz de Pedra.

Saiba mais na edição impressa do Mais Guimarães na próxima terça-feira.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?