O ACTUAL ESTADO DO FUTEBOL PORTUGUÊS É UMA ESPÉCIE DO “VALE TUDO”!

por ALFREDO MAGALHÃES

Docente do Ensino Superior

Dortmund foi palco do mais recente caso de terror no futebol. Aquilo que tinha tudo para ser um dia de festa entre duas das equipas mais entusiasmantes da Liga dos Campeões viu três explosões causarem o pânico e adiarem, para o dia seguinte, a celebração do futebol no seu verdadeiro esplendor. Sabe-se já, com toda a certeza, que é mais um acto macabro do estado islâmico, que continua a espalhar o terror por todas as partes do mundo.

Só que desta feita, e como é apanágio do fascinante mundo do futebol, a solidariedade entre as pessoas falou mais alto e voltou a triunfar na batalha contra o mal. Logo que se soube das explosões que atingiram o autocarro que transportava os jogadores do Borussia, e já dentro do estádio, do lado dos apoiantes do Mónaco começou um cântico de apoio ao Dortmund, recebido com aplausos dos alemães. Que responderam também com actos – o Borussia Dortmund, através da sua conta do twitter, iniciou uma campanha a que chamou “bedforawayfans”, ou cama para os adeptos visitantes, apelando a que os fãs do clube recebessem em suas casas alguns dos cerca de 3.500 apoiantes do Mónaco que quisessem ficar para o jogo adiado para o dia seguinte. A resposta foi imediata – para além de cama houve comida. Por outro lado, o Mónaco deu 80 euros a cada adepto que ficou para o dia seguinte e ressarciu aqueles que quiseram regressar a casa.

Se os adeptos do Dortmund já são conhecidos pela sua indefectível paixão deram agora, conjuntamente com os do Mónaco, o maior exemplo de solidariedade jamais visto em campos de futebol.

Nós, por cá, e um ou dois dias após esta grande lição, assistimos ao mais vergonhoso e mais execrável exemplo daquilo que nunca poderá ser a conduta de um ser humano – desejar a morte de um adversário! Vem isto a propósito, como já se aperceberam, de um cântico entoado por parte da claque dos Super-Dragões, num jogo de andebol entre o Porto e o Benfica e cuja letra é: “Ai quem me dera que o avião da Chapecoense fosse do Benfica…”. Claro que a administração do F C Porto veio logo demarcar-se deste triste episódio; claro que o Benfica veio a seguir elogiar o Porto, pela sua tomada de posição; claro que o Sporting e outros não quiseram ficar atrás – uma ignóbil hipocrisia nacional!

O estado actual do futebol português “anda pelas ruas da amargura”! Está repleto de gente “pequenina” que só se importa com a sua “vidinha e com aquilo que lhe dá jeito”! Um país que “espalha“ talentos (jogadores e treinadores) por esse mundo fora, que conseguiu a proeza de se tornar campeão da europa não pode “enterrar a cabeça na areia” – tem que ser mais actuante e diligente. A continuar esta senda de impunidade, não sei sinceramente onde isto vai parar! Cada vez mais acredito que só uma nova geração será capaz de pôr cobro a isto!

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?