O VITÓRIA, ESTE ANO, ESTÁ “PROIBIDO” DE FALHAR! (PARTE II)

por ALFREDO MAGALHÃES

Docente do Ensino Superior

Publiquei há mais ou menos um mês, neste mesmo jornal, uma crónica com este título e a que agora darei seguimento, com intenção redobrada.

Reafirmo e reforço uma ideia aí plasmada, que sinto não haver motivos para deixar de a repetir: a massa associativa do Vitória deve permanecer em estado de alerta, por forma a garantir que já não há mais margem para adiar um sonho que nos assola em cada época que se inicia.

Posto isto, impõe-se recordar a todos que, há mais de quatro meses, era sabido que o Vitória garantira lugar na primeira competição oficial da presente temporada, mais concretamente aquando da defesa milagrosa de Douglas, em Chaves, a um segundo do final do encontro. Tempo de sobra, creio eu, para construir com antecipação um plantel forte e capaz de conseguir aquilo que realmente importa em todas as finais: GANHAR.

Sou da opinião de que a Administração da SAD começou, como lhe competia, a trilhar e bem este caminho, através da permanência de jogadores-chave como são Pedro Henrique, Celis e Hurtado. A partir daqui, esperava-se um ataque feroz ao mercado para garantir aquele acréscimo de qualidade que determina a grande diferença entre perder ou ganhar. Lamentavelmente não foi isso que aconteceu. Chegamos a Aveiro para disputar a Supertaça em que os verdadeiros reforços foram três miúdos no onze inicial que, juntos, não perfazem mais de 10 jogos na equipa principal. Tendo em conta que o adversário era o campeão nacional, impunha-se outra abordagem e outra ambição. Sem querer ser um “voyeur” incomodativo (que epíteto miserável!!!), fica a pergunta: vamos disputar títulos para no fim ganharmos só nas bancadas?

De qualquer das formas, continuo a pensar que o Vitória está, este ano, “proibido” de falhar. E pese embora esta desilusão recente, acredito ainda que vamos muito a tempo de tornar esta época absolutamente memorável. Mantivemos o treinador, mantivemos a base da equipa, temos a Liga Europa para mostrar e valorizar os nossos activos. Só faltava agora não investir verdadeiramente na equipa de futebol! É este o momento, meus caros! O momento de catapultar o Vitória para outro patamar! O momento de lutar por um lugar na “Champions”!

O Vitória já perdeu algumas oportunidades semelhantes e que impediram um crescimento até a um nível consentâneo com a sua grandeza. Nós, sócios e adeptos exigimos! Basta de continuar a sermos os melhores na bancada, isso já é recorrente! Urge agora corresponder à ambição sem limites, desta enorme massa adepta!

Está tudo ao nosso alcance. É “proibido” falhar, repito!  

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?