OFICINA EXCÊNTRICA: UMA CRIAÇÃO ARTÍSTICA DESCENTRALIZA

Município reforça medidas de descentralização no âmbito da cultura. Projeto realça a importância não apenas do consumo mas também da produção cultural.

“Oficina Excêntrica” chega a Briteiros, Pevidém, Ponte, São Torcato e Taipas. O novo o novo programa de descentralização cultural foi apresentado esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Tendo como ponto de partida cinco pontos difusores (Briteiros, Ponte, Pevidém, S. Torcato e Taipas), o programa incide no saber-fazer de base criativa, capacitando os participantes através de um acompanhamento e apoio prestado por profissionais da área cultural.

“Pretendemos dar um contributo aos cidadãos com um pensamento crítico”, sublinhou Cristina Cunha, criadora do projeto, que surgiu de uma vontade de colocar em prática uma “criação artística descentralizada”.

José Bastos, vereador da cultura, pretende “dar continuidade” à prática de artes performativas no concelho e criar condições de acesso para todos os vimaranenses, através daquilo que chama de “democracia cultural”. Desta forma, a autarquia deseja constituir mais um “importante contributo para a coesão territorial e social de base artística e cultural”. Já João Pedro Vaz, d’ A Oficina, menciona que o projeto “será mais que espetáculos”, pois vai ter uma “forte componente formativa”

Saiba mais na edição impressa do Mais Guimarães na próxima terça-feira.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?