ORDEM DOS ENFERMEIROS SOLIDÁRIA COM OS PROFISSIONAIS DE GUIMARÃES

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE) accionou um fundo de solidariedade da instituição no sentido de garantir que os enfermeiros afectados pelo corte salarial, feito pelo Hospital de Guimarães, possam fazer face às suas despesas.

O Hospital de Guimarães foi até agora pioneiro na abertura de processos disciplinares e cortes salariais aos enfermeiros que aderiram ao protesto, em julho. Neste protesto os enfermeiros especialistas, com contractos e salários indiferenciados, continuaram a estar nos locais de trabalho, mas prestando apenas cuidados generalistas.

O entendimento do Hospital de Guimarães, suportado num parecer pedido ao conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República, é que estes enfermeiros deram faltas injustificadas.

A bastonária garantiu ao Mais Guimarães que, ainda na quinta-feira, dia 28 de setembro, um advogado, contratado pela OE, já se estava a reunir com os enfermeiros afetados. “Este advogado irá desenvolver as ações necessárias no sentido de impugnar a decisão da administração do Hospital de Guimarães”.

Ana Rita Cavaco alertou para a situação de alta pressão psicológica e emocional a que os enfermeiros do Hospital de Guimarães estão sujeitos neste momento. “Há já uma enfermeira de baixa por ter entrado num quadro depressivo em virtude da pressão a que está a ser sujeita, uma outra que estando grávida foi aconselhada a ficar em casa, porque estava com perdas hemorrágicas e ainda uma terceira que foi diagnosticada com arritmias”, lamentou a bastonária.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?