PEDRO MARTINS: “QUEREMOS PROPORCIONAR UM BOM ESPETÁCULO”

O técnico vitoriano salientou que o Vitória, além de procurar bater o recorde de 62 pontos, vai tentar despedir-se do D. Afonso Henriques com um “bom jogo”, frente ao Feirense, adversário que considerou “ideal” para a ocasião, visto já ter a situação na tabela definida. Pedro Martins confirmou mudanças no “onze” e pediu que Moreno continue no plantel da próxima época.

A formação da cidade-berço realiza, pelas 18h15 de sábado, o último jogo da época no seu estádio, a contar para a 34.ª e última jornada do campeonato, tendo como único desafio bater a marca de 62 pontos, a melhor da história do clube (época 1995/96), precisando, para isso, de uma vitória ou de um empate.

O timoneiro do Vitória reconheceu a importância de bater mais um recorde num clube com 95 anos de história, mas disse querer que a equipa vença com bom futebol, para poder dedicar o triunfo a quem fez uma “época absolutamente fantástica”, destacando que os “adeptos merecem essa homenagem”.

“Esperamos terminar da melhor forma, com um bom jogo, com um bom resultado, para depois termos a nossa final. Está toda a gente preparada para um jogo que tem características diferentes, visto que quer uma, quer outra equipa já conseguiram os seus objetivos e, nesta fase, não vai haver oscilações na classificação. Portanto, é um jogo de prazer. Também é necessário este tipo de jogos. É um jogo em que queremos proporcionar um bom espetáculo”, antecipou Pedro Martins.

O treinador, que nasceu em Santa Maria da Feira e cumpriu no clube local a sua formação como jogador, classificou a equipa “fogaceira” como o adversário “ideal”, por ter lá as “raízes” e por a equipa ter feito uma grande época – está no oitavo lugar, com 45 pontos – e conseguido, pela primeira vez, a manutenção no escalão maior, elogiando a “estrutura” e o técnico Nuno Manta Santos.

Pedro Martins frisou que o Vitória vai entrar em jogo disposto a mostrar a “imagem” de toda a época, após um “dia mau” na Luz, com a goleada sofrida perante o Benfica (5-0), pela qual assumiu a “responsabilidade”, e que a equipa titular vai sofrer rotação, apesar de se ter recusado a dizer os jogadores que vão alinhar.

“Acima de tudo, é dar oportunidades a quem trabalhou tanto e normalmente não teve oportunidade, semana a semana, de poder jogar. É importante realçar aqueles que não jogaram, mas tiveram um comportamento tão importante como os que jogaram”, explicou o técnico.

Treinador quer continuidade de Moreno

O treinador vitoriano aproveitou ainda a conferência de imprensa de antevisão ao duelo com o Feirense para desejar a manutenção do defesa central, de 35 anos, no plantel vitoriano, por ter sido “absolutamente fantástico como capitão” e como “referência dentro do balneário”, que soube ser “importante” nos “bons e maus momentos”, que é “quando se veem os grandes homens”

“Apesar do Moreno ter feito poucos jogos, tenho todo o interesse que, na próxima época, faça parte do nosso plantel, porque é uma peça muito importante no balneário. Já falámos com a estrutura, e a própria estrutura está de acordo. Isto também poderá ser uma decisão do Moreno”, adiantou.

A realizar a décima época enquanto sénior pelo Vitória, o jogador realizou até agora sete partidas – três para o campeonato, três para a Taça de Portugal e uma para a Taça da Liga -, tendo cumprido 262 minutos.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?