PEDRO MARTINS: “SABEMOS O QUÃO IMPORTANTE É VENCERMOS EM NOSSA CASA”

O treinador vitoriano reconheceu, na antevisão à receção ao Estoril-Praia, que a equipa deve tentar “dar continuidade” aos triunfos alcançados nos últimos dois jogos em casa, apesar da formação “canarinha” poder surgir em Guimarães mais motivada e também imprevisível na sua estratégia, após a troca de Pedro Gómez Carmona por Pedro Emanuel no comando técnico.

O Vitória tem a possibilidade de alcançar, no domingo, em jogo da 25.ª jornada da Primeira Liga, o terceiro triunfo consecutivo no Estádio D. Afonso Henriques, após ter batido o Moreirense pela margem mínima (1-0), para o campeonato, e o Desportivo de Chaves, por 2-0, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

O timoneiro reconheceu que a formação preta e branca podia ter mais pontos conquistados no seu reduto até agora – 16 pontos em 33 possíveis -, mas frisou que a equipa está “preparada” e “mentalmente forte” para “terminar a época em bom nível” e, ao mesmo tempo, ciente da relevância dos jogos em casa .

“Sabemos o quão importante é vencermos em nossa casa. É bom dar continuidade aos últimos jogos em casa que tivemos, onde vencemos. Temos a noção que ainda faltam seis jogos em nossa casa, em que podemos dar uma imagem do fervor que é jogar no Estádio D. Afonso Henriques”, disse.

A formação de Cascais vai aparecer em Guimarães com o terceiro técnico nesta temporada, depois de Fabiano Soares e de Pedro Gómez Carmona, e o treinador do conjunto da cidade-berço admitiu que o oponente possa estar mais motivado face aos últimos jogos e, ao mesmo tempo, apresentar uma estratégia diferente, que acredita que esteja assente em “linhas baixas”.

“Conheço bem o trabalho do Pedro [Emanuel]. Não sei que tipo de Estoril se vai apresentar aqui, porque não temos dados que nos permitam fazer uma avaliação. Temos traçado um plano estratégico. Tenho a noção da nossa parte que é necessária muita paciência, boa circulação da bola, com velocidade. Acredito que o Estoril, em alguns momentos, o que é perfeitamente normal, vem jogar em bloco baixo”, considerou.

Com 10 jornadas por disputar até ao fim da época e o Vitória na quinta posição, com 40 pontos, a dois do quarto, Sporting de Braga, o treinador vitoriano declarou que a sua equipa vai lutar pela melhor classificação possível, embora sem assumir abertamente a meta de finalizar a prova na quarta posição.

“Chegando a esta fase, onde é possível fazer algo mais, trabalharemos para ter o melhor resultado possível e a melhor época possível. Se tivermos hipóteses de chegar ao quarto, iremos trabalhar para o conseguir. Foi esse compromisso que tivemos com toda a gente e com os nossos adeptos, o de colocar o Vitória onde deve e merece estar, a lutar pelos cinco primeiros”, disse o técnico, assumindo que Miguel Silva vai continuar a titular na baliza e Bernard ficou de fora nos dois últimos jogos por “opção”.

 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?