PONTE INAUGURA NOVO CENTRO CÍVICO

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, inaugura este sábado, 15 de abril, às 10:30 horas, a requalificação do Centro Cívico da Vila de Ponte. A intervenção, articulada com a Junta de Freguesia, incidiu na beneficiação do Largo da Igreja com a criação de uma ampla praça pedonal, tendo por objetivo harmonizar o atual espaço físico. Ao mesmo tempo, foram garantidos trajetos inclusivos e acessíveis, afirmando o edifício da Igreja como preponderante e de referência no tecido urbano existente.

As árvores foram substituídas por oliveiras e a iluminação pública foi reposicionada e alterada para tecnologia LED. Através de um novo desenho urbano, a intervenção potencia e dinamiza a área envolvente à igreja, tendo sido efetuado o rebaixamento da cota do jardim à cota dos percursos pedonais aproximando o cidadão às zonas verdes e de estar.

Na aproximação a este largo pela via automóvel, foi criada uma mudança de cota, de aproximadamente 0,1m, obrigando necessariamente à redução de velocidade dos veículos para 30 quilómetros, “valorizando, enobrecendo e destacando-o como um momento distinto, dando preferência ao peão.” refere a nota enviada pelo Município ao Mais Guimarães «Hoje, temos um Centro Cívico novo, moderno, mais funcional, para ver vivido pelos nossos habitantes e por quem nos visitar», realça Sérgio Castro Rocha, Presidente da Junta de Freguesia.

Alargamento de rua até ao centro cívico

A realização desta intervenção complementa-se com o reperfilamento da rua Reitor Francisco José Ribeiro, com cerca de 650 metros de extensão, que liga o Largo da Igreja à Estrada Nacional 101. A obra, que terá o seu início no mês de maio, com um prazo de 120 dias de execução, uniformizará o perfil viário, bem como contribuirá para o alinhamento de muros existentes, o que irá permitir a execução de passeios, além de aumentar o número de lugares de estacionamento para moradores e utilizadores de serviços existentes e propostos.

Com a construção de passeios neste arruamento, fica garantido, à semelhança da área central, um corredor acessível a pessoas com mobilidade condicionada, a inclusão de órgãos de drenagem (condutas) de águas pluviais, rede de saneamento e água pública, baías de estacionamento e respetiva repavimentação, estando já assegurados, sistemas redutores de velocidade de tráfego que indicam a entrada numa zona mais nobre e central da vila de Ponte.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?