PORTUGAL CITY BRAND: GUIMARÃES NA 14ª POSIÇÃO

Guimarães ocupa o 14º lugar entre os 308 municípios portugueses no que toca à performance da sua marca, uma queda de cinco lugares relativamente à posição de 2016. Uma posição que curiosamente acompanha o seu estatuto em termos de população; em 2015 a Cidade Berço era a 14ª mais populosa. 

A Bloom Consulting analisa a performance da marca de 225 países e territórios a nível mundial, este Country Brand Ranking é publicado anualmente nas edições de Negócios e Turismo. Esta análise inclui a 4ª edição do Portugal City Brand Ranking, sobre a performance de marcados 308 municípios portugueses, nas áreas do Turismo, Negócios e Talento. Os resultados e posições dos municípios, neste ranking, resultam de uma análise baseada em dados quantitativos estatísticos e digitais.

As marcas há muito que deixaram de ser importantes apenas para as empresas, países e territórios regionais ou municipais também têm que valorizar as sua marcas para se projetarem no mercado global. Cada vez mais a marca de um país, região ou cidade, é um ativo com valor tangível e intangível que requer uma gestão estratégica. A Bloom Consulting utiliza uma metodologia apoiada na medição das buscas que são feitas online. Em 2016, houve 51 milhões de procuras, a nível global, sobre municípios portugueses. O ranking debruça-se sobre três dimensões: negócios, viver e visitar. Nestas dimensões são analisados um total de quase 40 indicadores. A título de exemplo, entre outros: na dimensão viver são avaliados indicadores como “universidades e politécnicos”, “saúde e segurança” “qualidade de vida” “transportes públicos”; na dimensão negócios a Bloom consulting avalia incentivos, economia local, setores de atividade; na dimensão visitar são avaliados património cultural, património histórico, praias, alojamentos.

Guimarães aparece no ranking regional Norte em 4º lugar como município para negócios, em 5º lugar como concelho para visitar e também em 4º lugar como lugar para viver. Com estes resultados o município de Guimarães ocupa o 4º lugar no geral do ranking da região Norte. À frente de Guimarães aparece obviamente o Porto, que ocupa o 2º lugar no ranking nacional e o 1º lugar na região Norte, Braga é a 4ª classificada a nível nacional e a 2ª classificada na região Norte. A cidade dos arcebispos é colocada na 2ª posição regional pela Bloom Consulting, nas três dimensões; negócios, viver e visitar. O concelho que ocupa a 3ª posição a nível regional é Vila Nova de Gaia, considerada 5º melhor concelho para negócios, 4º para visitar e 3º para viver, demonstrando que, ao contrário do que acontece em Guimarães e Braga, as três dimensões analisadas nem sempre se encontram em equilíbrio.

A brandtag, do município de Guimarães, mais procurada online foi “património histórico”, ao passo que em Braga foi “emprego”, no Porto foi “pontos de interesse” e em Gaia foi “restaurantes”. As tags (do inglês etiquetas) são palavras que servem justamente como uma etiqueta e ajudam a organizar informação, agrupando os conteúdos que têm a mesma classificação, facilitando encontrar outras relacionadas.

Guimarães perdeu um lugar no ranking regional de 2016 para 2017 e cinco lugares no ranking nacional, no mesmo período. O município ocupa agora a 12ª posição a nível nacional nas dimensões “negócios” e “viver”, e o 21º lugar na dimensão “visitar”. Esta classificação levanta questões relacionadas com o turismo, que tem aumentado em todo o território, mas que continua a beneficiar mais alguns concelhos que outros. Quando vemos cada vez mais turistas na cidade a questão que se coloca é se esse aumento é proporcional ao crescimento do turismo como um todo, ou se por outro lado o concelho está a crescer mais devagar. Os três primeiros classificados nesta dimensão são Lisboa, Porto e Funchal, Braga aparece no 8º lugar.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?