TÉCNICOS DE DIAGNÓSTICO E TERAPÊUTICA PARADOS NO HOSPITAL DE GUIMARÃES

Os técnicos de diagnóstico e terapêutica estão em greve desde a passada quinta-feira, dia 02 de novembro. A greve no Hospital de Guimarães está a ter uma adesão de 100 por cento, de acordo com o sindicato do setor.

Os técnicos de diagnóstico reclamam um incumprimento por parte do Governo do acordo de revisão das carreiras, feito em 2014. Segundo o Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica, os Decretos de Lei que resultaram do acordo nunca foram regulamentados pelo Governo. Almerindo Rego, o presidente do sindicato afirma que “desde 2015 que seria imperativo que houvesse previsão orçamental para esta revisão das carreiras”.

Ainda segundo o presidente do sindicato esta grave está a ter uma adesão total no Hospital da Senhora da Oliveira. Para Almerindo Rego “está a acontecer uma coisa vergonhosa, com as administrações a não avisarem os doentes para encobrirem os efeitos da greve”. Segundo o presidente do sindicato “há doentes em Guimarães que já se deslocaram ao Hospital três ou quatro vezes”.

O Hospital da Senhora da Oliveira alega que não pode avisar os utentes antecipadamente, por questões legais, relacionadas com a lei da greve, e por não saber antecipadamente quem é que vai fazer greve. “Só sabemos quantos profissionais estarão a fazer greve no dia e no início de cada turno”, esclarece um responsável do Hospital.

Segundo Almerindo Rego, o secretário de Estado da saúde afirma que não tem condições para negociar com o sindicato porque está dependente de uma proposta que aguarda a apreciação do Ministério das Finanças. Não há, entretanto, nenhuma previsão para que as negociações sejam retomadas e a greve está convocada por tempo indeterminado.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?