“TEMOS DE SER RIGOROSOS E AGRESSIVOS NO BOM SENTIDO” – PEDRO MARTINS

O técnico vitoriano pediu aos jogadores que encarem o duelo com o Vitória de Setúbal, agendado para as 18h00 de domingo, como se fosse o “último” que vai realizar, e que sejam “rigorosos” e “agressivos” a defender e “pacientes” e “eficazes” a atacar, para alcançarem mais três pontos, que lhe permitam consolidar a presença nos “lugares cimeiros”.

O líder do conjunto da cidade- berço considerou que a partida da 14.ª jornada da Primeira Liga apresenta-se como “muito difícil”, perante um adversário que “esteve em muito bom plano” nos últimos três jogos e que vai obrigar os seus pupilos a serem “solidários”, “rigorosos” e “agressivos”, se quiserem continuar a “alimentar” os sonhos relativos a esta época.

“Temos de ser rigorosos, agressivos no bom sentido. Continuar a ser eficazes nos momentos da finalização, aspeto em que temos números muito interessantes. Ofensivamente, vamos ter alguns momentos de paciência e precisar de ser agressivos, no sentido de fazermos mossa no último reduto do adversário”, salientou.

O técnico considerou que um triunfo frente à equipa de José Couceiro pode ser muito importante para “fazer alguma distinção nos lugares cimeiros”, numa “fase de seleção da classificação”, pedindo que os sócios do Vitória apareçam em “grande número” e mostrem “o mesmo espírito” exibido no Bessa, para a Taça de Portugal”.

Pedro Martins reconheceu a quebra exibicional nos últimos jogos, mas mostrou-se confiante no regresso a um nível superior, referindo que o Vitória é das equipas “mais concretizadoras” do campeonato, com Marega (dez golos) e Soares (seis) entre os cinco melhores marcadores da Liga.

 

Técnico confia nos jogadores menos utilizados

O responsável técnico ressalvou ainda os “ativos” que têm sido “fortemente valorizados” e “alvo de cobiça” por parte de outros clubes, e preferiu valorizar os jogadores que têm ao seu dispor, como Mbemba, que esteve “muito bem” contra o Vilafranquense, do que destacar possíveis lacunas que precisem de ser colmatadas com reforços no mercado de inverno.

“É fundamental ter jogadores que, na oportunidade que lhes dão, dizem presente. Isso demonstra o valor desta equipa, quer em termos qualitativos, quer em termos profissionais e como homens. Têm sido inexcedíveis”, disse.

Pedro Martins referiu ainda que extremos como Xande Silva e Hernâni podem substituir Marega, quando o dianteiro estiver ausente em janeiro, ao serviço da seleção do Mali, na Taça das Nações Africanas, que se realiza no Gabão, tendo recusado qualquer preocupação.

“A equipa já esteve com o Marega, já esteve sem o Marega. Já ganhou com o Marega e perdeu com o Marega. Já não tivemos Marega e vencemos também”, disse.

Pedro Martins que Soares vai falhar a partida frente aos setubalenses, devido a lesão, e que Rafael Miranda está em dúvida.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?