TRABALHADOR FERIDO NA OBRA DE UMA SUPERFÍCIE COMERCIAL MANTÉM-SE EM COMA INDUZIDO

Ficou ferido na explosão, na madrugada de quinta para sexta-feira, de uma máquina que operava e encontra-se no Hospital de São José, em Lisboa.

De acordo com o que o Mais Guimarães conseguiu apurar, um dos homens que ficaram feridos numa explosão, na madrugada de quinta para sexta-feira, numa máquina que operava na obra de uma superfície comercial, Pingo Doce, que vai nascer entre a avenida D. João IV, rua de Vila Verde e rua Comandante Luís de Pina, mantém-se em coma induzido e com prognóstico reservado.

O operário, de 51 anos, ficou em estado grave quando o combustível explodiu e teve de ser transportado de helicóptero para o Hospital de São José, em Lisboa. Os dois colegas, de 22 e de 33 anos, já tiveram alta hospitalar.

O acidente aconteceu por volta das 00h50, poucos minutos antes do final do turno da equipa. A vítima mais grave estaria há várias horas a operar a máquina, utilizada para pulverizar produtos químicos em pavimentos industriais. Terá parado a máquina para reabastecer o depósito e, em circunstâncias que estão por apurar, formou-se uma chama que atingiu o trabalhador. Devido à gravidade das queimaduras, em mais de 80 por cento do corpo, a equipa do INEM que assistiu a vítima decidiu transferi-la para uma unidade de queimados.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?