TRABALHADORES E EX-TRABALHADORES ACUSAM CSPP DE “INTIMIDAÇÃO”

Em comunicado, o Centro Social da Paróquia da Polvoreira rejeita “liminarmente” as acusações emitidas à instituição e aos seus dirigentes.

Um grupo de funcionários e ex-funcionários do Centro Social da Paróquia da Polvoreira (CSPP), uma IPSS, denunciam um clima de “medo, desrespeito e obediência” por parte do Presidente da instituição, o padre Francisco Xavier, e da diretora, Mónica Pereira. As queixas já foram apresentadas ao Ministério da Segurança Social, à Administração Regional de Saúde do Norte, ao ACT e ao Bispo Arcebispo de Braga, Jorge Ortiga.

“Tínhamos horário de entrada, mas não tínhamos horário para sair. Reuniões marcada para a tarde, mas realizavam-se à noite e obrigados a ir. Se não fossemos, tínhamo-lo a andar o dia todo atrás de ti, encostado à porta da tua sala e a filmar”, disse um dos visados do grupo ao Porto Canal, sem querer sem identificada por medo de represálias.

Numa carta escrita pelos visados pode ler-se que sofrem de “assédio moral, escravidão, represálias, atos de vingança, atentado contras os direitos humanos e psicológicos”.

O documento, entre várias denúncias, refere ainda que os visados sofrem “ameaças de processos disciplinares e despedimento dizendo que encontram forma de este ser realizado com justa causa”; que durante as reuniões são “humilhados” com “ofensas à integridade moral”, chamando-os de “cobardes”, “incompetentes” e que têm “dupla personalidade”; em 2016, mais 50% dos colaboradores da instituição trabalhavam em regime de falsos recibos verdes, que só foi regularizada após inspeção, no entanto os funcionários “não tiveram direito ao gozo de férias e ainda tiveram que devolver dinheiro em forma de donativos”.

Em comunicado, o CSPP nega “liminarmente” todas as acusações apresentadas à instituição e aos seus dirigentes. O Centro abriu as portas a quem desejar visitá-lo, conhecê-lo e entrar em contacto com os funcionários e utentes. Mónica Pereira também mostra-se disponível a prestar esclarecimentos, “numa atitude de total transparência e procura da verdade”, de acordo com o comunicado.

O Centro Social da Paróquia da Polvoreira tem várias valências, nomeadamente RSI – Rendimento Social de Inserção, Creche, Pré-Escolar, Lar, Centro de Dia, Serviço de Apoio Domiciliário, ATL e UCCI – Unidade de Cuidados Continuados e Integrados.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?