VIMARANENSES DESESPERAM NA ILHA DE ST. BARTHELEMY (ÁUDIO)

O furacão Irma, que passou recentemente pelas Caraíbas, deixou um rasto de destruição poucas vezes visto. No local, há muitos vimaranenses que agora necessitam de toda a ajuda possível.

O Mais Guimarães falou com Catarina Carneiro, vive na ilha de St. Barthelemy há dois anos, enquanto o namorado Pedro Fernandes está lá há três. É precisamente o namorado que neste momento atravessa grandes dificuldades, uma vez que Catarina conseguiu regressar a Guimarães. “Vim embora na semana passada porque estou grávida, mas ele diz que é o desespero total. Há pessoas a agredirem-se para chegarem mais rápido à água potável que têm acesso. Os alimentos são cada vez mais escassos”.

Catarina Carneiro explica o cenário encontrado neste momento naquela ilha: “as pessoas estão sem eletricidade desde que passou o furacão, não sabem ainda quando vai ser reestabelecida. Estão a dar o prazo de um mês, o que é catastrófico. As pessoas não têm alimentos para nada”.

A vimaranense tem dificuldade em contactar o namorado, até porque há apenas uma antena de rede a funcionar em toda a ilha.

No local, serão vários os vimaranenses a atravessar dificuldades. Catarina Carneiro explica que “há cerca de 3.500 portugueses a habitar em St. Barthelemy, mas a maioria são nortenhos, especialmente das cidades de Guimarães e Braga”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?