VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES EM FOCO

Guimarães assinala Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres com diversas iniciativas que se realizam ao longo de todo o dia de sexta-feira, dia 23. As ações são dirigidas a diferentes públicos e são fruto de uma parceria entre a Câmara Municipal de Guimarães e diversas instituições.

As acções para a invocação do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres resultam de uma parceria da Câmara Municipal de Guimarães, através do Espaço Municipal para a Igualdade, com a Desincoop, CRL, o Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda, a ACIG, o Centro Social Nossa Senhora do Carmo, a Delegação de Guimarães da Cruz Vermelha, a Cercifaf, os transportes ARRIVA e a Guarda Nacional Republicana.

De manhã, os alunos da Escola Francisco de Holanda saem às ruas para, junto da comunidade, informarem e sensibilizarem sobre a importância da luta contra a violência sofrida pelas mulheres. Posteriormente, concentram-se na zona da feira semanal, onde realizarão um flash mob. Seguirão depois pela Av. Conde de Margaride, numa marcha silenciosa, com destino à Escola Francisco de Holanda, onde repetirão o flash mob. O apoio é da Desincoop, CRL, do Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda, da ACIG, do Centro Social Nossa Senhora do Carmo e da Delegação de Guimarães da Cruz Vermelha.

Ao fim da manhã, às 11h30, na Alameda de S. Dâmaso, realizar-se-á a primeira apresentação da peça de teatro “BASTA!”, pelo grupo de teatro Azul Diferent, da Cercifaf, relacionada com a temática da violência contra o ser humano, com especial destaque para a violência doméstica. Esta atividade de sensibilização será realizada com a colaboração da Cercifaf, dos transportes ARRIVA e da Guarda Nacional Republicana, e é dirigida aos profissionais das instituições locais que no decorrer da sua prática profissional lidem ou possam lidar com a problemática da violência doméstica.

ÀS 15h00, realiza-se a segunda apresentação da referida peça, desta feita no centro da vila das Taipas. Procura-se com esta descentralização conseguir que mais pessoas reconheçam esta data e a mensagem que a ela está subjacente, criando, assim, um impacto maior.

Em 25 de novembro de 1960, na República Dominicana, três ativistas políticas foram brutalmente assassinadas a mando do ditador Rafael Trujillo. Em 1999, a Assembleia Geral da ONU designou esse dia como o Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência contra as Mulheres (Resolução 54/134).

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?