VITÓRIA B ENCERRA SÉRIE DE DERROTAS FORA DE PORTAS COM EMPATE NA COVILHÃ

O Vitória B empatou esta tarde a dois golos no terreno do Sporting da Covilhã, em partida da 31.ª jornada da Segunda Liga, e pontuou pela primeira vez fora de Guimarães em 2017, encerrando um ciclo de seis desaires consecutivos. Os vitorianos marcaram o golo do empate por Haman, já em inferioridade numérica, e ocupam o 10.º lugar, com 41 pontos.

A formação de Vítor Campelos alcançou o primeiro ponto longe do Estádio D. Afonso Henriques pela primeira vez desde 27 de novembro, quando empatou a um golo no terreno do Varzim, em partida da 16.ª jornada do segundo escalão, num jogo em que esteve na frente, sofreu a reviravolta e ficou em inferioridade numérica, por expulsão de Haashim Domingo, já no último quarto de hora, e acabou por restabelecer a igualdade, num remate acrobático do avançado camaronês.

Os vitorianos entraram em campo com uma postura recuada, diferente daquela habitualmente adotada nos jogos em casa, mas controlaram o ascendente dos “leões da serra” numa primeira parte com raras ocasiões de golo. A única exceção surgiu ao minuto 25, quando Harramiz acertou na trave da baliza vitoriana.

O golo inaugural surgiu, porém, para a turma preta e branca, na sequência de uma grande penalidade cometida por Zé Pedro. Denis Duarte, na conversão, bateu o guardião Igor Rodrigues e colocou o Vitória na frente, apontando o décimo golo na prova.

A equipa de Filipe Gouveia, no entanto, respondeu de imediato, ao beneficiar de um penálti em que Vigário derrubou Medarious e o ponta de lança Erivelto restabeleceu o empate da marca dos 11 metros.

A turma da cidade-berço até subiu no terreno na etapa complementar, mas os serranos souberam atacar com mais perigo, nomeadamente em dois remates de Chaby que obrigaram Miguel Oliveira a intervenções difíceis. O médio do Sporting da Covilhã conseguiu chegar ao golo à terceira tentativa, quando converteu um livre direto descaído para o lado direito, aos 74 minutos.

A situação vitoriana no encontro pareceu ainda mais desfavorável, quando Haashim Domingo viu o cartão vermelho direto, aos 77 minutos, por uma entrada dura sobre Diarra, mas, apesar da inferioridade numérica, o recém-entrado Haman alvejou, num excelente movimento técnico, as redes do Covilhã pela segunda vez no jogo e manteve os vimaranenses a par dos serranos na tabela classificativa, com mais seis pontos do que a primeira equipa abaixo da “linha de água”, o Freamunde.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?