VITÓRIA REGRESSA AOS TRIUNFOS COM FELICIDADE NO DÉRBI COM MOREIRENSE

Um golo de Hurtado, aos 34 minutos, bastou para a formação vitoriana levar a melhor no duelo do concelho de Guimarães em que foi o Moreirense a equipa a criar mais ocasiões de golo. Os vitorianos encerraram um ciclo de quatro jogos sem vencer e subiram ao quarto lugar, à condição, com 39 pontos, enquanto os cónegos já vão no quinto jogo sem ganhar e mantém o 16.º lugar, com 19 pontos.

O resultado final do segundo dérbi vimaranense da época ficou longe de espelhar o que se passou no relvado D. Afonso Henriques, em que foi o Moreirense a equipa a demonstrar mais critério na organização do seu futebol e a criar mais ocasiões para fazer o golo, apesar de nunca ter encontrado o caminho das redes de Douglas.

Depois de um primeiro quarto de hora com a turma preta e branca ao ataque, embora sem lances dignos de relevo, os cónegos criaram a primeira oportunidade aos 17 minutos, com o remate à trave de Alan Schons, e voltaram a ameaçar o golo aos 28, quando Roberto falhou a emenda por centímetros.

Preso de movimentos no meio-campo ofensivo, a equipa vitoriana chegou ao golo numa bola parada, com Hernâni a colocar no segundo poste para Hurtado, sem marcação, cabecear fora do alcance de Makaridze.

A turma de Augusto Inácio precisou, contudo, de apenas dois minutos para responder e quase empatar, quando Nildo, isolado perante Douglas, rematou ao lado.

O Vitória procurou melhorar no início do segundo tempo, e esteve perto de ampliar a vantagem num cabeceamento torto de Zungu, aos 50 minutos, e numa tentativa de chapéu de Hernâni que saiu ao lado, aos 61, mas a incapacidade em gerir a posse da bola, com muitos passes errados na saída para o ataque, permitiu ao Moreirense, mais esclarecido sobre o relvado, jogar de forma quase permanente no meio-campo vitoriano e ameaçar o empate até ao apito final.

O primeiro a  ameçar as redes foi Roberto, com um remate ao lado, em boa posição, aos 63 minutos, e, no último quarto de hora, foi a vez de Konan impedir o emenda decisiva de Boateng e de João Aurélio intercetar um remate de Dramé, que levava a direção da baliza.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?