VITÓRIA RUMA AO JAMOR COM TRÊS ÊXITOS SEGUIDOS SOBRE O BENFICA NA TAÇA

A equipa de Pedro Martins despediu-se esta sexta-feira da cidade-berço perante um mar de vitorianos que compareceu ao Estádio D. Afonso Henriques, e, no domingo, sobe ao relvado do Estádio Nacional para defrontar o Benfica, equipa que derrotou nos últimos três confrontos para a Taça de Portugal, o último dos quais há precisamente quatro anos, também no Jamor. 

O percurso da equipa da cidade-berço rumo à sétima final da Taça de Portugal na sua história começou ao início da tarde desta sexta-feira, com uma multidão de vitorianos a acompanhar, com gestos, cânticos e gritos de incentivo, a saída do autocarro da equipa em direção a Sintra.

Esta despedida apoteótica precede o reencontro entre jogadores e adeptos vitorianos, agendado para a tarde de domingo, aquando do jogo decisivo frente ao Benfica, com início às 17h15, no Estádio Nacional, precisamente o palco do último triunfo sobre os “encarnados”, na última partida da temporada 2012/13, que valeu a primeira Taça do palmarés do emblema de D. Afonso Henriques.

A formação então orientada por Rui Vitória chegou ao intervalo a perder, após um golo de Gaitán, aos 30 minutos, mas virou o resultado, com golos de Soudani, aos 79, e de Ricardo, aos 81, suficientes para derrotar a equipa de Jorge Jesus.

Além de ter valido a primeira Taça de Portugal, o êxito de 2013 foi igualmente o terceiro consecutivo sobre as “águias” na “prova rainha”, e o segundo com o atual treinador do Sporting ao  “leme” dos “encarnados”.

O outro triunfo frente ao Benfica de Jorge Jesus aconteceu a 22 de novembro de 2009, quando o Vitória, então orientado por Paulo Sérgio, se impôs no Estádio da Luz, em jogo da quarta eliminatória, com um golo do central Gustavo Lazzaretti, aos 25 minutos de jogo.

Antes, também em Lisboa, o Vitória derrotou as “águias” por 1-0, num jogo dos quartos de final da competição, na fatídica época de 2005/06, com Dário a apontar o golo do triunfo aos 23 minutos. A equipa então treinada por Vítor Pontes falhou depois a primeira presença no Jamor em 18 anos, quando caiu nas meias-finais, na casa do Vitória de Setúbal, com mais de cinco mil vimaranenses nas bancadas, no desempate pelas grandes penalidades, após o 1-1 no final do prolongamento.

O Vitória tem, porém, desvantagem no histórico frente ao Benfica, tendo perdido oito dos 14 jogos já realizados entre as duas equipas, empatado um e vencido quatro. Além dos triunfos referidos, o Vitória superiorizou-se ao Benfica a 17 de maio de 1970 (época 1969/70), com um triunfo por 2-0, em jogo da primeira mão dos quartos de final da prova. Acabou, porém, por ser eliminado após derrota por 4-1, na segunda mão.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2017 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?