VSC ENTROU BEM NO DRAGÃO MAS ACABOU VERGADO

Um festival de golos esta noite no Dragão. Raphinha abriu a contagem para o Vitória, aos 22′, Aboubakar empatou no reatar do jogo, após o intervalo (57′), Brahimi, aos 62′, materializou a superioridade do FC Porto e colocou a equipa na frente, Marega, aos 79′, marcou o golo que tirou qualquer ilusão aos vitorianos e Heldon marcou, quase no final da partida (88′) o segundo do Vitória. 

O Vitória jogou no Dragão de cabeça levantada e peito às balas, como Pedro Martins tinha prometido. “Há muito mérito do FC Porto na segunda parte: entrou numa dimensão de pressão e física muito forte e nós não tivemos capacidade de sair em transições e ficar com bola nesses momentos. Mas é de realçar a nossa primeira parte, que é muito boa: muito bem conseguida, de grande qualidade. Sabíamos que era difícil ter uma segunda parte como a primeira. Não conseguimos gerir bem esses momentos do FC Porto”, afirmou o treinador do Vitória, no final do jogo. Para Pedro Martins houve alguma ingenuidade da parte da sua equipa, mas o técnico lembra que “há equipas a jogar para o título que não fizeram o que fizemos aqui hoje”.  O treinador do Vitória reconhece a justeza do triunfo dos Dragões, embora lamente não ter conseguido arrecadar pontos hoje.

Terminou nesta jornada a primeira volta do campeonato, para Pedro Martins na segunda volta o objetivo será alcançar o quinto posto: “há equipas a fazer um grande campeonato, mas que só estão a quatro pontos, pelo que está tudo em aberto”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?