1.ª EDIÇÃO DOS CONVÍVIOS INTERNACIONAIS DE MÚSICA DE GUIMARÃES

Jovens músicos vindos da Austrália, China, França e um pouco de todo o país, desde Lisboa, Porto, Aveiro, Famalicão, Braga e Guimarães, estão entre os mais de cinquenta inscritos nos Convívios Internacionais de Música de Guimarães.

Com os reputados músicos internacionais vindos do Japão, Hong Kong, Eslováquia, Austrália e Portugal, que asseguram a realização de concertos públicos com entrada livre, as masterclasses em violino, piano, direção e música de câmara, e a composição do júri do Concurso Internacional de Violino de Guimarães, está formada a comunidade musical que levará a cabo os primeiros Convívios Internacionais de Música de Guimarães, a decorrer entre os dias 21 e 24 de julho, numa organização do Convívio, Associação Recreativa e Cultural.

O festival conta com a Direção Artística de Eliseu Silva e Marian Pivka, decorrerá entre a sede do Convívio e o Paço dos Duques de Bragança e contará com a tripla vertente de masterclasses, concurso internacional de violino-com apoio do Festival Internacional Música de Hong Kong-, apresentando, igualmente, concertos oferecidos à cidade, de muito elevado nível, atenta a qualidade dos seus executantes.

Refere o Diretor artístico Eliseu Silva que “é um singular prazer regressar ao Convívio, uma casa muito especial, numa cidade também ela muito especial”, onde, ainda muito jovem, participou nos Encontros da Primavera (1990 / 2000), como aluno, com a presença tutelar da Sra. Dª. Helena Sá e Costa, e os ensinamentos de António Saiote, Paulo Gaio Lima, Anabela Chaves, Gerardo Ribeiro e Phillippe Aische, entre outros, e onde regressa agora na qualidade de professor e co-director artístico. Marian Pivka, também ele presença assídua nos Encontros da Primavera onde foi pianista acompanhador, refere “ser esta a concretização de um sonho antigo, realizar nesta cidade e no Paço dos Duques de Bragança um festival musical com este grau de excelência que dá continuidade àquela rica tradição musical”.

De acordo com César Machado, Presidente da Direção da Associação Convívio, esta é “uma das iniciativas que vem de encontro à identidade da própria da Associação, que desde há 60 anos vem intervindo de modo muito relevante no tecido cultural e cívico de Guimarães e que, no contexto atual, reforça o estatuto de Guimarães como cidade de cultura. O importante papel educativo que resulta do contacto dos nossos jovens músicos com importantes nomes da cena musical internacional, quer no concurso quer nas masterclasses, a possibilidade de termos concertos de alto nível artístico em espaços arquitetónicos e monumentais de excelência, e que são uma marca da cidade, como é o caso do Paço dos Duques de Bragança, proporcionando ao público momentos de fruição da música erudita em condições únicas, suportam a grande expectativa colocada nesta primeira edição dos Convívios Internacionais”.

Além de vários patrocínios de particulares e entidades privadas, a iniciativa tem o apoio do Município de Guimarães e do Paço dos Duques de Bragança.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?