A Feira de Artesanato, que já tem história, é mais especial em 2022

Feira de Artesanato prolonga-se até dia 08 de agosto.

WhatsApp Image 2022-08-01 at 21.27.46

A XXIV Feira de Artesanato de Guimarães abriu ao público no último dia 29 de julho e estende-se até ao próximo dia 08 de agosto. Há 38 expositores para descobrir no Jardim da Alameda de São Dâmaso. Paulo Lopes Silva e Catarina Pereira falaram em exclusivo ao Mais Guimarães.

Quem percorrer, por estes dias, o Jardim da Alameda de São Dâmaso, em Guimarães, vai encontrar artesões e artesãs com muitas histórias para contar sobre os produtos que fizeram com as mãos e que agora podem pertencer a qualquer vimaranense. Há 38 expositores à espera de serem descobertos até ao próximo dia 08 de agosto. Organizada pela cooperativa cultural A Oficina, conta ainda com uma área de alimentação que convida “à paragem”. A XXIV Feira de Artesanato de Guimarães abriu ao público no último dia 29 de julho.

É Catarina Pereira, diretora artística para as Artes Tradicionais d’A Oficina, que explica ao Mais Guimarães que a área da alimentação serve para prender a “atenção” dos visitantes e é um “lugar de paragem” para “que as pessoas possam realmente conhecer o lado humano para além dos objetos”. Catarina Pereira acredita que num evento destes é importante “falar com as pessoas, conhecer histórias” e também “observar e interagir”.

No início do percurso que permite passar por 38 expositores, a diretora artística d’A Oficina não conseguiu destacar nenhum artesão ou artesã desta Feira de Artesanato de Guimarães: “são artes e ofícios de muita valia, desde a tradição ao contemporâneo, portanto, é muito difícil destacar, eu destaco é realmente a entrega de todos”. O artesanato como um “trabalho de afetos” precisa das pessoas para que o possam conhecer, descobrir e, claro, comprar. “É um exercício que retroalimenta também a preservação das artes e ofícios e assim estamos todos a ajudar que o artesanato, quer local, quer nacional, continue e que, de geração em geração, possa chegar mais longe”, concluíu.

Paulo Lopes Silva: a Feira de Artesanato “num ano especialmente importante para nós”

Um dos primeiros expositores que se podem encontrar no Jardim de São Dâmaso é o d’A Oficina. É provável que logo ali se encontre uma Cantarinha dos Namorados a ser feita pelas mãos de algum artesão ou artesã. O barro ainda está a ser moldado, ainda não é vermelho e os motivos que a enfeitam ainda não foram desenhados. É a partir daqui que se começa a explorar a Feira de Artesanato “num ano especialmente importante”. É Paulo Lopes Silva, vereador da Cultura e do Turismo da Câmara Municipal de Guimarães, que dá o destaque: “é um ano especialmente importante para nós pelo facto de este ano termos certificado a nossa Cantarinha dos Namorados, o segundo elemento do artesanato local que é certificado”.

O outro é o Bordado de Guimarães. “É muito especial este ano, para a nossa Feira, termos esses dois elementos certificados do nosso artesanato local”, disse, mas não sem enfatizar que se trata de uma Feira já “histórica”. O representante do município vincou, na abertura da Feira de Artesanato, que “é absolutamente fundamental continuarmos a preservar estas tradições e esta ligação tão forte que Guimarães tem ao artesanato e aos seus artesões locais”. Ao Mais Guimarães disse ainda que há um intercâmbio de tradições entre regiões que só enriquece o que a cidade berço já faz e enalteceu que é um momento relevante na vida da comunidade “também pela oportunidade de ficarmos a conhecer o artesanato de outras regiões, permitindo também esta permuta que nos permite a nós irmos mostrar o nosso lá fora”.

A XXIV Feira de Artesanato de Guimarães integra a programação das Festas da Cidade e Gualterianas de 2022. Com os 38 expositores espalhados pelo Jardim da Alameda de São Dâmaso, espaço situado no Centro Histórico de Guimarães e Património Mundial da UNESCO desde 2001, o vereador do município destacou ainda a importância desta localização. “Permite também à própria cidade sentir a Feira de Artesanato e as Gualterianas, com esta ligação ao artesanato e às artes locais, de uma forma mais intensa e presente”, vincou.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES