ABERTURA DO PROCEDIMENTO DE CLASSIFICAÇÃO DA CASA E QUINTA DA COVILHÃ

Está aberto o procedimento de classificação da Casa e Quinta da Covilhã, na freguesia de Fermentões, concelho de Guimarães, Publicado em Diário da República, II série — N.º 119 — 22 de junho de 2018, pela Direção-Geral do Património Cultural (anúncio n.º 99/2018).

O referido conjunto está em vias de classificação ao abrigo do regime de proteção e valorização do património cultural.

A Casa e Quinta da Covilhã é considerada uma das obras mais importantes de Fernando Távora, sendo responsável pelo seu o restauro e reabilitação. Apesar de nascer no Porto, onde licenciou-se em Arquitetura, na Escola Superior de Belas Artes do Porto, Fernando Távora teve uma forte ligação à cidade de Guimarães e dedicou muito do seu tempo na Casa da Covilhã, em Fermentões, onde de resto viria a estar em câmara ardente quando faleceu em setembro de 2005.

Em sua honra, a Ordem dos Arquitetos instituiu um Prémio anual com o seu nome, para a melhor proposta de viagem de investigação. Foi um dos maiores vultos da Arquitetura Contemporânea Portuguesa, fundador e Mestre da chamada “Escola do Porto”, que soube fazer a síntese entre a arquitetura tradicional nacional e a arquitetura moderna internacional.

A importância dos serviços por si prestados a Guimarães foi reconhecida pela autarquia em 2003, altura em que lhe foi concedida a Medalha de Ouro da Cidade.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?