ÁGUA DA REDE PÚBLICA CHEGA À PENHA

O investimento foi formalizado esta quinta-feira de manhã, através da assinatura de um protocolo entre a Câmara Municipal de Guimarães, a Vimágua – Empresa de Água e Saneamento de Guimarães e Vizela – e a Irmandade de Nossa Senhora do Carmo da Penha.  “Com este investimento, levámos a água da rede pública à Montanha da Penha e também fizemos um prolongamento da rede de saneamento. A Montanha da Penha já era servida pela rede de saneamento, mas havia lá um pequeno troço que faltava realizar e, por isso, aproveitamos esta oportunidade para também fecharmos a rede de saneamento”, explicou o presidente do conselho de administração da Vimágua, Armindo da Costa e Silva. “Deste modo, proporcionamos a garantia da continuidade do serviço. Anteriormente, a Irmandade da Penha tinha um sistema próprio de fornecimento, cuja origem são os lençóis freáticos, a água subterrânea. Esse sistema tinha oscilações em períodos de seca e às vezes colocavam-se dificuldades, ao nível dos caudais”, acrescentou.

Segundo o protocolo, o município irá custear, no futuro, a água dos fontanários e das casas de banho públicas no local. Para o presidente do município de Guimarães, Domingos Bragança, o investimento feito pela Vimágua «é um serviço público, mas também um reconhecimento do trabalho feito pela Irmandade ao longo dos últimos anos. É um trabalho de parceria. Só assim é possível ir mais longe. Significa que existe sintonia entre as três entidades para se trabalhar e termos a melhor montanha do mundo».

Sendo que a rede pública foi instalada em arruamentos da propriedade da Irmandade da Penha, o protocolo serve para a Irmandade autorizar a Vimágua a instalar a rede. Para o Juiz-Presidente da Irmandade da Penha, Roriz Mendes, o investimento representa um momento histórico para a Montanha da Penha. “É um investimento necessário, não de uma perspetiva comercial, mas sim no sentido de dar assistência a este espaço, que é de todos, e é uma estância turística. É um bem patrimonial ao serviço dos vimaranenses e de quem o visita”, afirmou.  O responsável recordou ainda que “há muitos pulmões por todo o mundo – como a Amazónia, que tem sido muito falada. O nosso está aqui, bem pertinho. Vai continuar a ser o pulmão dos vimaranenses”, garantiu.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?