AINDA NÃO FOI DESTA: VITÓRIA SOFRE DERROTA FRENTE AO BENFICA

Vitória insistiu, teve oportunidades, mas não concretizou e deixou escapar oportunidade de se colar ao 4.º classificado da Liga.

Derrota caseira do Vitória frente ao Benfica impediu o coletivo vimaranense de chegar aos 24 pontos. ©Direitos Reservados

Adivinhava-se um jogo dinâmico entre o Vitória e o Benfica — e foi isso que aconteceu, num estádio bastante composto (estavam 27.291 adeptos no D. Afonso Henriques) às 20h30 deste sábado. O clube vimaranense, a fugir ao vizinho e rival Braga, que se colou aos 21 pontos, tinha em vista a aproximação ao 4.º lugar. Numa primeira parte em que as duas equipas lutaram intensamente pelo controlo da bola, foi o Benfica que chegou à vantagem, pelos pés de Cervi, logo aos 23 minutos. O golo surge após o espaço conquistado por Chiquinho, que fez a bola seguir para os pés de Pizi e cuja assistência valeu a inauguração do marcador. O Vitória ainda carregou até ao final da primeira parte. Por duas ocasiões seguidas, João Carlos Teixeira esteve perto de fazer com que o estádio irrompesse em festa. À cara do guardião das águias, Marcus Edwards também esteve perto de concretizar.

Ao intervalo, entrada forte do clube encarnado perante um Vitória esforçado que não conseguiu quebrar, verdadeiramente, a linha defensiva do Benfica — quase todo o coletivo lisboeta defendia atrás da linha da bola. Contudo, a mesma foi sendo conquistada e Lucas Evangelista teve uma boa oportunidade para igualar o marcador aos 68 minutos. Acabou por ser substituído aos 77, dando o lugar a Rochinha.

O Vitória chegava à grande área — Davidson fez a bola passar bem perto do poste da baliza adversária — mas sem grandes frutos, apesar da quantidade de ofertas para marcar através de assistências e cruzamentos. Com seis minutos de compensação para, pelo menos, igualar o resultado, a turma orientada por Ivo Vieira foi insistindo, mas sem grandes consequências para o epílogo da partida. Na reta final do jogo, o Benfica cresceu, tentando inverter a postura menos afiada que foi tendo ao longo da partida. Nos últimos suspiros do jogo, expulsão de Rochinha após um segundo amarelo, depois de atingir, involuntariamente, Samaris.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?