ALIMENTOS RECOLHIDOS NA CAMPANHA SOLIDÁRIA DO VITÓRIA SERÃO ENTREGUES A 16 INSTITUIÇÕES

As oito toneladas de alimentos recolhidas superaram as expectativas e permitiu que mais instituições vimaranenses fossem beneficiadas.

 

 

O Vitória e os White Angels recolheram oito toneladas de bens alimentares. A campanha solidária, que se realizou pelo terceiro ano consecutivo – em que o Vitória disponibilizava um bilhete por cada alimento doado para o jogo frente ao Rio Ave – tinha como objetivo angariar cinco toneladas em 2018, mas os alimentos doados ultrapassaram as expectativas.

Esta quarta-feira, dia 12 de dezembro, o Vitória, os White Angels e o Município de Guimarães estiveram no Patronato S. Sebastião (uma das instituições beneficiadas), onde fizeram intervenções, especialmente de agradecimento à comunidade vimaranense.

Júlio Mendes, presidente do Vitória, começou por elogiar a autarquia vimaranense, pelo “trabalho equacionado” na distribuição dos bens de uma “forma justa”. Sobre os White Angels, o presidente do clube apontou que são “o motor impulsionador” da campanha solidária. “Sabemos que por trás está o nosso emblema, mas o emblema sozinho não faz nada. É preciso ter pessoas por trás, e a direção por si só não consegue fazer tudo. Os grupos organizados, neste caso os White, têm uma função muito particular naquilo que é a perceção do público, do país, do que o Vitória representa para Portugal, mas não é só aquilo que se vê nos Estádio D. Afonso Henriques, é mais do que isso. É também este envolvimento de preocupação com os outros. Por vezes, existe uma leitura com algum preconceito relativamente a estes grupos, mas eles são capazes de fazer muito mais”, disse Júlio Mendes, justificando que esta campanha foi uma prova disso mesmo.

Paula Oliveira, na sua intervenção, sublinhou a importância de mostrar aos vimaranenses que contribuíram nesta campanha natalícia que os bens alimentares serão entregues a quem realmente precisa. “As 16 entidades beneficiárias cobrem todo o território vimaranense, ou seja, distribuem os alimentos às famílias que têm necessidades, das 48 freguesias do concelho de Guimarães. Se há algo que o município defende é que os vimaranenses tenham esta certeza: aquilo que entregaram será entregue a quem precisa e que a sua generosidade não será defraudada”, garantiu a vereadora com a pasta da Ação Social.

Em representação dos White Angels, Marco Talina alertou que esta campanha solidária “ainda não terminou”, embora já não haja troca de bilhetes. “Queremos agradecer às milhares de pessoas que contribuíram para que esta campanha fosse um sucesso. Mas para nós a campanha ainda não terminou, não tem data para terminar. A única coisa que não temos é bilhetes para trocar. Mas quem quiser fazer entrega de bens pode-o fazer, a sede está sempre aberta para receber os donativos”, apontou.

As entidades beneficiárias são o Centro Social de Nespereira, a Casa do Povo de Fermentões, Fraterna, ADCL, Casa do Povo de Briteiros, Centro Infantil de Pevidém, Centro Social Paroquial de Ronfe, Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa, Patronato S. Sebastião, Santa Casa da Misericórdia de Guimarães, Centro Social da Irmandade de S. Torcato, Centro Social D. Manuel Monteiro de Castro. Como o número atingido foi muito elevado, a Cercigui, a APCG, a Santa Casa da Misericórdia de Guimarães e o Lar de Santa Estefânia também serão instituições beneficiárias.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?