André Fernandes: “Temos a segurança que não existe em outros clubes”

André Fernandes (centro)

André Fernandes vai permanecer no comando técnico da equipa sénior do Águias Negras de Tabuadelo. O treinador, de 43 anos, justificou os motivos para a continuidade no clube. “A base deste clube é a formação e essa aposta agrada-me. Quando o Tabuadelo não tinha equipa sénior, andávamos a formar para os outros. Quando o clube voltou a ter equipa sénior, apostamos na formação e com aquilo que é o crescimento deles. Queremos ganhar em todos os jogos, porque essa é a essência do jogo, mas não olhamos muito para os resultados. Não é isso que nos move, caso contrário, teria de dar o salto. Não quer dizer que não possa dar, mas neste momento o clube reúne as condições que acho ideais para ficar cá”, explicou. 

“Temos a segurança que não existe em outros clubes. Somos contratados para uma época desportiva, independentemente dos resultados. Isso dá estabilidade”, acrescentou.

A aposta em jogadores das camadas jovens é para continuar, até porque a resposta dentro de campo tem sido positiva. “Fizemos uma excelente temporada. As pessoas olhavam e pensavam, numa fase inicial, que seria uma época sem resultados. Mas os resultados apareceram e com muitos jogadores da formação. Demos muita réplica às equipas com outras condições financeiras. Ficamos a um mero ponto da subida de divisão”, recordou André Fernandes.

As metas para a temporada 2020/2021 estão definidas. “Não entramos neste tipo de jogo, como muitos o fazem, que iludem muitos jogadores com promessas de mundos e fundos. Fruto disso é que perdemos alguns elementos para equipas que estão a promete valores que, na minha opinião, são insuportáveis. Mas cada um gere à sua madeira. As metas passam por fazer um campeonato tranquilo, nunca nos assumindo como candidatos. Somos candidatos a ganhar o próximo jogo. No fim fazem-se as contas”, concluiu.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?