Árvore da montanha da Penha classificada de interesse público

Segundo o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), o exemplar proposto para classificação de interesse público apresenta “bom estado vegetativo e sanitário, não aparenta sinais de pouca resistência estrutural ou risco sério para a segurança de pessoas e de bens e não se encontra sujeito ao cumprimento de medidas fitossanitárias que recomendem a sua eliminação ou destruição obrigatórias”.

O Município de Guimarães requereu, com base nos nos critérios gerais de classificação de interesse público, como o porte e o significado paisagístico, a classificação de interesse público do exemplar da espécie Pseudotsuga menziesii (Mirb.) Franco, de nome comum pseudotsuga, situado na Serra da Penha e pertencente à Irmandade de Nossa Senhora do Carmo da Penha. É um elemento distintivo na paisagem da Serra da Penha há mais de 70 anos.

O ICNF faz saber que o exemplar “apresenta uma arquitetura equilibrada e grande dimensão em todos os subparâmetros” e um “particular significado paisagístico”, exibindo um porte “majestoso e marcante” na composição vegetal que enquadra o Santuário de Nossa Senhora do Carmo da Penha.

Uma vez classificado de interesse público, é estabelecida uma zona geral de proteção definida por um raio de 50 metros a contar da base do exemplar e são proibidas quaisquer intervenções que possam destruir ou danificar o exemplar classificado.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?